NA WEB
    Google+

    AFINAL, O TIME DO FLAMENGO É RUIM OU NÃO?

    Por em maio 23, 2013

    image-17Eu digo a resposta de cara: não é. O goleiro, apesar de ser chamado por parte da torcida de “braço de madeira”, está fácil entre os 10 melhores do país, e isto não é pouca coisa. Nas laterais temos nossas maiores deficiências, embora o passado do Léo Moura seja um grande jogador e a soma de Ramon e João Paulo consiga resultar em meio-lateral. Encontramos a zaga ideal com Renato Santos e González (por mais que González ainda não tenha caído no gosto da torcida tanto quanto se esperava) e no meio-campo, Elias e Gabriel têm dado conta do recado – falta apenas nosso técnico em formação decidir escalar Luiz Antonio de uma vez, em vez de apostar em Amaral.

    Mario Alberto - Lance!Está certo: atacante ainda não sabemos se temos. Rafinha ainda me parece um jogador lutando contra o pacheco-neguebismo, embora eu reconheça que ele já está em um estágio muito mais avançado. Hernane é o pereba da vez e Moreno, como já disse, uma incógnita. Não custa lembrar que duas coisas que costumam falhar é centroavante no Flamengo e elevador de porta pantográfica. Não nessa ordem. 

    Some-se a este cenário o nosso Renato Canelada e a ausência do Ibson e temos um time bem acima do razoável. Que ainda se ressente de passar por mais treinamento. Claro, a relação do Flamengo com o Renato é como a daquele tio alcoolatra com a bebida no Natal. O cara para de consumir. Deixa no banco. Deixa na reserva. Todo mundo acredita que agora ele parou. Mas aí ele vai e “dá uma bicadinha no vinho branco usado para temperar o peru”. E pronto: o próximo passo é o tio com o abajur na cabeça. Ou o Renato errando 20 passes por jogo. Aliás, são cenas parecidas.

    É um time para ser campeão? Não. É um time para vaga na Libertadores? Depende. É um time para Copa Sul-Americana? Com certeza. É time para cair. Também não.

    image-19Mas a torcida do Flamengo precisa entender a Mediocridade Planejada – que é muito mais positiva que a mediocridade como consequencia natural de uma gestão ruim, como foi a da Patricia Amorim. O Flamengo precisa passar o ano cortando custos, equilibrando finanças, amealhando novos sócios e sócios-torcedores, captando dinheiro, vendendo camisas e outros produtos, porque acima de tudo o ano é 2014. E 2015. Precisamos entender 2013 como um ano sabático para o futebol rubro-negro, um ano de ter paciência – vamos, sim, comprar os ingressos, comprar PPV, comprar o que for possível. A retomada do Flamengo nos próximos anos é mil vezes mais importante que qualquer competição deste ano. Não tenho a menor dúvida de que a atual gestão sabe disto, principalmente o presidente e o vice de futebol, que acompanham há mais tempo as idas e vindas da gestão do clube.

    A única coisa, como vocês sabem, sagrada, é se manter na Primeira Divisão – algo que, entre os cariocas, apenas o Flamengo sempre conseguiu.

    ******

    HUMOR INVOLUNTÁRIO da semana: entrevista de Túlio, ex-Botafogo (o “Túlio Nenhuma Maravilha”, aquele que é volante, não o Túlio Maravilha atacante) ao Globo Esporte. Seu recalque é o alimento para a alma de todos rubro negros que conseguirem passar da quinta linha. Abro mão de comentar a comemoração de Túlio entre homens nus – sou totalmente contra a homofobia e qualquer comentário pareceria isso.

    9 Comments

    1. Arthur Muhlenberg

      23 de maio de 2013 at 10:00

      Boa, Gustavo! Concordo 110%.

    2. Fábio Cruz

      23 de maio de 2013 at 10:30

      Concordo em gênero, número e “degrau” hehe! Muitos têm dificuldade de enxergar o planejamento que esta sendo realizado pelos “carecas”, criticam contratações e ações tomadas por eles, falam mal pois não entendem o que significa planejar e se organizar para a busca de melhores resultados, não só em campo, mas fora dele.
      Vejo essa diretoria do Flamengo como uma das mais, se não a mais, profissional atualmente e isso me deixa tranquilo em apostar alto num futuro de muitas glórias e alegrias para o Clube.

    3. Michel Helal

      23 de maio de 2013 at 10:41

      Concordo! Faltou falar do Carlos Eduardo que foi a grande contratação depois do Moreno e agora continua uma incógnita. Eu pessoalmente acho que ele tem potencial, mas primeiro tem que parar com as festinhas…

      • francisco santos

        23 de maio de 2013 at 11:47

        uma unica palavra, vamos apoiar o nosso flamengo,ter paciencia e vamos que vamos com nosso mengao….

        • Michel Helal

          23 de maio de 2013 at 18:56

          Em nenhum momento deixei de apoiar.

          Comentei que o texto faltou comentar sobre a grande contratação do jogador de R$ 500mil/mês Carlos Eduardo!

    4. Pedro

      23 de maio de 2013 at 12:04

      muito bom

      • Martinho

        23 de maio de 2013 at 13:35

        Renato errando 20 passes por jogo ? Parei aí. Ia bem até defecar pelos dedos. SRN !

    5. Marcelo

      23 de maio de 2013 at 15:19

      Só um detalhe. Precisamos ficar entre os 13 primeiros do Brasileiro. Menos que isso tem perda de patrocinio na parcela variável da Adidas.

    6. Marcelo Bujica

      24 de maio de 2013 at 17:57

      Muito bom, é por ai……..

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.