NA WEB
    Google+

    DO YOU WANT TO PLAY A GAME?

    Por em maio 31, 2013

    ricardo-teixeira-lula-e-joseph-blatter-cumprimentam-se-ao-lado-da-logomarca-da-copa-de-2014-1278613421184_300x300[1]Agora sim o bagulho vai ficar doido.

    Desde aquele dia em que vi o Lula tendo justas crises histéricas comemorando a escolha do Brasil para ser sede da “Copa do Mundo FIFA 2014” (vocês não conseguem imaginar o quanto isso aí entre aspas tem me provocado náuseas nos últimos tempos), pensei: “Oh fuck… sinto que vou ter problemas com isso”.

    Não pensei que seriam tantos. Na verdade até tive pensamentos imbecis de que, apesar de algum perrengue decorrente, no final das contas eu e minha Pequena Trupe de Mochileiros Viajantes seríamos recompensados com melhores estádios, estrutura, transportes, etc.

    Por enquanto a bagaça está saindo bem pior que a encomenda. Ainda mais agora que tivemos um péssimo e traumatizante primeiro contato com o tal “EVENTO-FIFA”. O jogo contra o Santos só serviu para aumentar meus temores e ainda acrescentar mais alguns outros nos quais eu nem tinha pensado. Bem… O relato completo e preciso sobre isso vocês podem conferir no texto do meu brother Júlio por aqui mesmo de alguns dias atrás, cata aí que nem dá trabalho… Garanto que bem menos que chegar ao seu lugar mal marcado no Estádio Mané Garrincha.

    Captura de Tela 2013-05-31 às 10.05.45Chegamos pois às vésperas do que considero o ápice inquestionável da perrengueira toda do Brasileirão 2013. TRÊS JOGOS EM SANTA CATARINA EM UMA ÚNICA SEMANA. Ao chegar em casa no próximo domingo, dia 9 de junho, sinto que poderei olhar no espelho e exclamar: “Sobrevivi. O pior já passou”.

    O título em inglês lá em cima, caso algum dentre vós meus leitores não seja nerd o suficiente para reconhecer, é a frase-mestra de Jigsaw, vilão-motor da brilhante série “Jogos Mortais”, franquia de baixo-custo e que gerou uma boa grana nas bilheterias de cinema pelo mundo afora.

    mochileirosÉ exatamente como me sinto. Tenho uma visão perturbadora minha e de meus amigos “acomodados” com correntes no busão que nos trará do primeiro dos três jogos lá pelo Sul por longas 17 horas, sem contar é claro com algum tempo-extra por conta de engarrafamentos decorrentes do feriadão. Na tela do veículo, um típico cartola internacional da FIFA pronuncia a frase e dá início à semana-tortura.

    Espero que todo o nosso esforço físico-financeiro tenha contrapartida do povo que enverga o Manto Sagrado lá em campo. Enquanto ficaremos nessa maratona de ir ver jogo (jura que um desses jogos é contra um time de Recife?) em Santa Catarina e trabalhar no Rio de Janeiro por toda uma semana, nossos atletas, que certamente ficarão bem acomodados por lá e com toda a infra-estrutura que merecem, bem que podem nos recompensar.

    Vitórias? Boa idéia, mas não estou falando disso. Nosso amor é incondicional e não são três pontinhos aqui e ali que vão mudar isso. Agora, que o pessoal bem que podia fazer aquela correria-monstra atrás das vitórias que tanto acalenta nossos corações, lá isso bem que podia.

    gameNosso jogo mortal já está traçado. Passagens compradas. De ônibus ou em 16 horas de estrada estaremos nos dois lados. Lá apoiando nosso amor-maior e aqui no Rio cumprindo com nossas obrigações.

    Diante da pasmaceira que tomou contra da nossa equipe no jogo contra a Ponte Preta, seria a hora de perguntar para nossos jogadores, e esperamos que a resposta seja sim.

    DO YOU WANT TO PLAY A GAME?

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.