NA WEB
    Google+

    O MARACANÃ NÃO É MAIS NOSSO

    Por em julho 16, 2013

    novomaracanaNovo, lindo e moderno. Sim, o Maracanã realmente está maravilhoso, apesar de ter perdido completamente as suas características de quando ainda era o maior estádio do mundo. Pagou-se o dobro do que custou, é verdade. E ainda vão gastar muito mais para adequá-lo, não ao padrão europeu, mas às torcidas que não têm a cultura robótica de se torcer e se degladiam a troco de nada. Essa elitização do nosso Maracanã acaba por tirar o futebol das mãos de seus verdadeiros donos: o povão. E transforma seu público, outrora torcedores, em uma plateia que deve seguir um código esdrúxulo de conduta.

    Senta, não pula. Não grita muito alto, senão vai incomodar o vizinho. Bandeirão não pode, e nem pense em tirar a camisa!

    Esse Consórcio Maracanã, que em breve também terá a parceria do nosso Flamengo, é uma piada. Pois as regras tornam o estádio excludente social e prejudica os torcedores de baixa renda. Pobre não entra? Vergonhoso!

    empresa-responsavel-pela-reforma-revela-fotos-do-novo-maracana-veja-o-antes-e-depois-1285028299947_300x230Logo o futebol, quem diria, esporte este que une o torcedor de diferentes classes sociais, religiões e cor de pele. Ali, naquela hoje extinta arquibancada, o desconhecido virava amigo íntimo no abraço suado após um gol extasiante. Naquele espaço de concreto da diversidade, todos estavam despidos de preconceito racial ou social. E se até mesmo alguém quisesse segmentar a sua forma de torcer, tinha a opção das cadeiras especiais ou da geral.

    Muitos podem até afirmar que hoje o brasileiro é um povo mais consciente, organizado e educado. Tenho minhas dúvidas, mas uma certeza: somos um povo diverso, ainda com muitas desigualdades e carências econômicas. E ainda falta muito para sermos uma Nação elitista, padrão FIFA. Hoje, somos geraldinos e arquibaldos órfãos do nosso lazer, pois o futebol virou mercadoria.

    Infelizmente, o Maracanã não é mais nosso.

    6 Comments

    1. rafael

      16 de julho de 2013 at 09:46

      quanta besteira dita junta, a verdade é que ninguém sabe como vai ser o maracanã. a diretoria do flamengo não publicou preço dos ingressos, esse negócio de bandeira e instrumento musical é baseado em uma reportagem cujas fontes são duvidosas, até pq ninguém viu o TAC. Espera pra ver como vai ser antes de cornetar. e além do mais eu fico espantado com outra coisa, todo mundo reclama que o flamengo é escravo da globo, reclama que a camisa fica feia com patrocínio pra cacete, reclama que o time é fraco e não contrata ninguém, ai na hora que a diretoria tenta arrecadar mais justamente pra sair do buraco e voltar a ter um time competitivo, vem essa demagogia de futebol é do povão, vai “embranquecer a torcida” (termo mais imbecil de todos os tempos), assim fica realmente difícil manter um time de futebol profissional…

      • Bruno Cazonatti

        16 de julho de 2013 at 10:06

        Rafael, resumindo: você é um burguês azulado.
        “Ninguém sabe como vai ser o Maracanã” é pra desinformados como você. E os Preços dos ingressos já foram estipulados. Deixa de ser intransigente e vê se enxerga que essa crítica não é ao Flamengo, sua besta, mas sim ao Consórcio Maracanã, que tanto pra Fla ou flor, exclui sim o torcedor que ganha um mísero salário mínimo. Demagogia é você achar que o futebol só é feito pra gente que paga Imposto de Renda. Deixa de ser tapado, mané!

        • rafael

          16 de julho de 2013 at 10:23

          resposta muito madura de um cara que não sabe nem quem eu sou, nem a minha condição social nem nada. é demagogia sim. já que vc me chamou de burguês azulado (sem nem saber sequer se eu sou sócio), dá pra ver que vc é da turma da moça do parquinho e que continuar com aquelas políticas maravilhosas de quem claramente tinha uma agenda pessoal que era prioritária em relação a agenda do flamengo e inclusive me faz pensar que vc também tem a sua, e com gente assim eu não discuto

    2. Bruno Cazonatti

      16 de julho de 2013 at 10:30

      Acho que você quem não sabe quem eu sou. E eu nem faço questão que saiba, pois prefiro que você continue com seu analfabetismo social e achando realmente que o mundo só gira em torno de oposição/situação do Flamengo. Ah, nem faço questão de saber quem és, meu caro. Não escrevo pra agradar ninguém e tô há muito tempo nas redes sociais pra mudar minha postura. Não tenho rabo preso com ninguém e meto o pau quando achar que algo está errado sempre, seja a favor ou contra quem senta a bunda na cadeira e comanda o Flamengo. Releia sua crítica e veja realmente quem é quem. Saudável é a discussão embasada, não a sua postura de se achar o dono da razão. Mas faz parte, democracia cibernética permite isso. Quero o mesmo bem para o Flamengo que você quer. Só pensamos diferentes e interpretamos as coisas de maneira distintas. Passar, bem meu caro.

    3. Rodrigo de Oliveira (@diggorj)

      16 de julho de 2013 at 13:18

      O que rola com o Maraca é a falta de “carioquice” dos que gerem o Consórcio. Historicamente o Maracanã tem seus padrões incontestáveis, por todo o público que acolheu, inclusive eu. O torcedor que vai no Santiago Bernabéu, e fica lá quietinho assistindo o jogo e mal grita gol, é completamente diferente dos torcedores cariocas e brasileiros em geral. Que melhore o estádio, sou totalmente de acordo, mas tem que respeitar todo o histórico cultural desse tempo todo. Ou seja, é lamentável todo esse “mal entendido”, sendo o melhor os entusiastas.

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.