NA WEB
    Google+

    DISCUSSÃO NA FAVELA

    Por em novembro 18, 2013

    Após a publicação do meu texto “Silêncio na favela” no Blog Ser Flamengo onde falo sobre os preços abusivos impostos pelo marketing do Flamengo para a final da Copa do Brasil, fui xingado por alguns e apoiado por outros. Sou um formador de opinião e, além disso, procuro manter a coerência naquilo que penso e escrevo.

    flamengo-PROCON-EXTRAMuitos fatos aconteceram durante a semana envolvendo a venda de ingressos. Políticos como Marcelo Freixo e Cidinha Campos tomaram partido dos que se desagradaram com os valores. Porém, ao acionar o PROCON/RJ, a deputada comprou uma briga nada boa para a sua posição. Bem como o ex-presidente do Conselho Fiscal, Capitão Léo, que vem claramente usando o fato como manobra política da oposição.

    O Flamengo passou de vilão a vitima. A arbitrariedade com que o caso foi conduzido pelo Ministério Público e o PROCON só nos mostra o quão despreparados estão os nossos órgãos públicos. Usaram do abuso de poder ao prenderem um funcionário do Flamengo. Nesse meio tempo o preço do ingresso cai, o preço do ingresso aumenta… Uma verdadeira baderna que o prejudicado é sempre o torcedor/consumidor.

    Sim, o Flamengo é uma instituição privada e como tal tem o direito de escolher quanto vale seus eventos e precificá-los como bem lhe convém. Realmente concordo com o presidente Eduardo Bandeira de Mello. Não estamos numa ditadura. O Flamengo foi vitima!!! Porém, discordo do presidente ao dizer que os “verdadeiros Rubro-Negros” concordam com o preço! Esses “verdadeiros Rubro-Negros” que vão pagar R$ 75 (setenta e cinco reais) e no máximo R$ 150 (cento e cinquenta reais) e não os R$ 250 (duzentos e cinquenta reais). O Flamengo foi vilão!

    622_1b6ed114-5e28-3ca5-8499-7d8bfbd17eedCobrando como cambista e sendo conivente com o Governo ao incentivar a meia-entrada. É assim que as justificativas do Clube soam nas entrelinhas. O Clube pelo menos tenta manter alguma coerência nas suas justificativas, pois li coisas do tipo: “Tem mais gente querendo entrar no estádio do que ele comporta. A solução é aumentar o preço”. Não! Essa não é a forma. Mesmo quando os preços do Maracanã eram acessíveis a todas as camadas, ele também não comportava a todos e nunca foi sugerido aumentar o preço por isso.

    Tá na hora dos Clubes cariocas sentarem com o Poder Público e discutir exaustivamente sobre a lei da meia-entrada. E por quê não ampliar esse debate com atores que lidam com o teatro, cantores, donos de cinemas… que também tem que lidarem com a meia-entrada? A discussão é ampla, porém necessária e polêmica. Infelizmente ela começou no futebol, e o Flamengo vem puxando esse bonde.

    Outro ponto que causou comentários, em sua maioria nada publicáveis, foi sobre a minha opinião sobre o Sócio Torcedor. Por uma ação um tanto estranha do destino, o Clube concedeu aos Sócios do Clube o plano Raça sem custos. Sim, sou Sócio Patrimonial do Flamengo e todo mês deposito nas contas do Clube um valor que acredito que muitos não pagam na sua mensalidade de Sócio Torcedor. E por que estou aqui falando isso? Porque parece que o torcedor que não é Sócio Torcedor não ajuda o Clube. Um tipo de fariseu egoísta e hipócrita. Se o intuito do Sócio Torcedor é ajudar, como muitos frisaram, eu também ajudo não sendo e sem desconto algum com ingressos.

    foto-EXTRAO Sócio Torcedor não é a última bolacha do pacote! O programa é para ajudar o futebol! O Flamengo não é só futebol! Peço aos amigos que também doem 6% do seu imposto de renda ao programa “Anjo da Guarda Rubro-Negro” para ajudar aos Esportes Olímpicos. Esportes Olímpicos que tanto usou dos recursos do futebol, já que não era capaz de se sustentar sozinho. Esse exemplo é para mostrar que você não é mais Flamengo por ser Sócio Torcedor e o outro não! Senta aí na humildade e baixa a sua bola. Nessa roda, todos são importantes!!!!

    O Flamengo deve muito! Todos sabem que o déficit econômico é grande! Se pagar R$ 250 (duzentos e cinquenta reais) numa partida fosse resolver o problema financeiro do Flamengo, eu pagaria R$ 500 (quinhentos reais). Claro que o Flamengo está num momento de arrecadar, já que a final de qualquer campeonato é atrativa, mas não da forma com que foi imposta. Ao que parece, o nosso marketing vem abrindo um pouco a mão do coração para ficar friamente com os cálculos que suas HPs revelam! Lidar com o Flamengo é muito mais que as planilhas do Excel!

    Quero ajudar o Flamengo, mas não dessa forma! Não é uma questão econômica, é uma questão de orgulho, coração e alma!

    Eu já falei em meu soneto: “Ser Flamengo é mais do que torcer”!

    #FlamengoAcimaDeTudo

    Túlio Rodrigues (@PoetaTulio)

    One Comment

    1. Eduardo de Assumpção Silva

      18 de novembro de 2013 at 14:45

      Olá amigos!!

      Está na hora de mudar esse disco de preço dos ingressos e voltar as energias para a final, certo?
      Temos um jogo importantíssimo quarta, que para mim decidirá o destino da final. Vocês, formadores de opinião poderiam falar um pouco mais da final tentando mobilizar nosso torcedor para o jogo.
      Acho que a hora é essa.
      SRN

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.