Google+

O COMBINADO NÃO SAI CARO

Por em novembro 24, 2013

Muito já foi escrito, comentado e reclamado sobre o assunto da semana: O preço dos ingressos para a final da Copa do Brasil. Porém, até por ter participado de discussões calorosas a respeito do tema, quero dedicar o espaço da minha coluna de domingo no Falando de Flamengo para tratar do polemico assunto.

Não sou economista, não faço parte da Chapa Azul e não sou remunerado por ninguém para emitir minha opinião. Por outro lado, tenho uma condição financeira acima da média da população brasileira e não ficarei de fora da grande final. Sou apaixonado pelo Flamengo, meu amor pelo mesmo é incondicional, mas não me considero mais ou menos flamenguista que ninguém.

d89ae6da77d9c6c56213cd2bc0f420b2790ccd6aVisto tudo isso, vamos ao fato: A diretoria do Flamengo, percebendo que tinha em mãos uma excelente oportunidade de fazer dinheiro, majorou o preço dos ingressos para o jogo do dia 27, no Maraca. Se todos os ingressos forem vendidos, pelo preço médio que a diretoria prevê, teremos uma renda bruta entre 8 e 9 milhões de reais, com um percentual líquido para o Flamengo entre 5 e 6 milhões. Não vou enrolar e darei logo minha opinião: Sou a favor da proposta de preços estabelecida pela diretoria rubro-negra.

Primeiramente, é importante entendermos que o futebol, apesar de mexer diretamente com paixão, não faz parte dos itens de necessidade básica de um cidadão ou família brasileira. É duro, justamente por tratar da paixão, mas é a realidade. Dessa forma, a lei da oferta e da procura, tão debatida nos últimos dias, deve sim nortear os valores do espetáculo.

Além disso, não podemos nos esquecer que as leis de gratuidade e meia-entrada diminuem o valor do ticket-médio. Só para se ter uma idéia, o pensamento da diretoria é trabalhar com um valor que gira em torno de 120,00 reais. Esse valor é um preço absurdo para uma final tão importante para o Mengão? Cabe a reflexão.

Por fim, mas não menos importante, vem o grave problema financeiro que o Flamengo atravessa e é de conhecimento público. É muito importante que saneemos nosso clube. E oportunidades de receitas como essas devem e serão sempre aproveitadas.

655657038-ingressos-para-finalissima-da-copa-do-brasil-custam-de-r-250-r-800Podemos discutir que o Marketing poderia fazer mais, que deveríamos ter outras fontes de receitas, que o Programa de Sócio Torcedor poderia ter valores menores ou até mesmo outros pontos da gestão. Mas no caso do preço dos ingressos, bola dentro da diretoria! Pelo menos na opinião desse colunista que vos escreve.

O leitor pode concordar ou discordar de tudo que foi escrito aqui, mas é fundamental que ele não caia na falácia imposta por alguns jornalistas de que o torcedor que vai ao Maraca não sabe cantar as músicas, ou não sabe torcer. Sempre nos destacamos por não fazer diferença entre nós, torcedores. Somos todos mulambos, independente da nossa condição de ir ou não ao estádio.

Quanto aos atos do Procon e do Ministério Público, sem comentários. Só gostaria de dizer que estamos em um país carente de boas políticas públicas e com um povo sedento por crescimento social e ações voltadas para o bem comum. Que tal voltarmos nossas atenções para isso?


Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.