Google+

ELES ESTAVAM CERTOS

Urubu #@!%, chegou a hora de assistir televisão

Por em dezembro 3, 2013

gladiatorDesde tempos idos a desgraça e a tragédia alheia atraem a curiosidade de outros seres humanos.

Nas Arenas Romanas uma multidão em êxtase assistia as mortes. Umas em lutas iguais entre dois gladiadores, outras em combates claramente desiguais de um montão contra um ou até mesmo contra feras selvagens.

No ponto de vista dos nossos Smurfs, a maior atrocidade de todas nem eram os duelos mortais, mas o fato de que o troço era gratuito e oferecido à população, mesmo pra quem não era associado ao RT (Romano-Torcedor). Não é a toa que o Império Romano ruiu diante de tamanho desprezo imperial pelo ticket-médio. Tsc, tsc, tsc… Amadores…

E o hábito seguiu adiante. Nos jornais sensacionalistas, nas transmissões de guerras, nos filmes de violência explícita, o povo gosta mesmo é de ver a desgraça dos outros.

Freak-showDesportivamente, pela imensa imensidão imensurável do Flamengo, eu estou pouco me lixando para as coisas que acontecem com nossos desafetos. Em raras oportunidades assisto aos jogos desses pobres coitados. Quando o fiz esse ano… Assisti para torcer PELO Vasco CONTRA o Goiás na Copa do Brasil. Deu no que deu. Domingo eu vou assistir. Mais pela tragédia que pela tal atitude de “secar”, verbo-razão da vida da arcoirisada.

O drama estampado no olhar de cada torcedor e atleta envolvidos nesse Circo dos Horrores que o destino construiu, a fuga e o rebaixamento mudando a cada minuto, a cada gol, a cada passe certo ou errado, há de ser tragédia pra grego nenhum botar defeito.

Por mais que tenhamos tido jorros de adrenalina em nossa caminhada na Copa do Brasil, não tem jeito, temos que dar o braço a torcer. Domingo, 2013 já vai ter acabado pra gente, se é que não dá até pra dizer que já acabou. Ficaremos sem ter o que fazer. Comendo macarronada de Domingo, vendo filme repetido, cochilando no sofá, e outras atividades tão modorrentas quanto o Estadual que se aproxima.

timthumb.phpNossos desafetos, enquanto isso, terão um Domingo daqueles repletos de emoções que só o bom (ou o péssimo) futebol proporciona. Um dia daqueles pra ficar na memória por muito tempo. Para o bem ou para o mal.

Começam a rodada de mãos dadas à beira do precipício. Tendo só que decidir, e esperar que outros também decidam por eles, se a queda será conjunta ou solitária.

Um pouco de humildade não faz mal. Admitamos cá entre nós. Eles tinham razão durante todo o tempo. Não há mais emoção em nossas vidas faveladas.

URUBU TRI-CAMPEÃO, CHEGOU A HORA DE ASSISTIR TELEVISÃO.

CURTAS

NATAL SOLIDÁRIO. A idéia vem do meu brother Lennon Koester. Tá meio em cima da hora, mas a Nação podia se mobilizar em torno de uma arrecadação de brinquedos no jogo do próximo sábado. Se alguém que está lendo isso tem algum tipo de contato com os Smurfs, dá uma força pra fermentar a idéia.

NÃO DÁ PRA PERDER A PIADA. Não conto a autoria dessa, mas alguém comentou: “Só não vale é o Blue Group inventar de querer vender os brinquedos pra aumentar o ticket-médio”.

BOTAFOGO. Uma das coisas mais geniais que já li e que resume o Chororô Way of Life: “Não tem jeito. Quem nasceu pra decepcionar nunca decepciona”. Perfeito.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.