Google+

WHAAATTT???!!!

Vamos começar tudo de novo?

Por em dezembro 4, 2013

maracana05_repcbfNem bem acabou 2013, ano marcado por um ata-desata no uso do Maracanã, por peregrinações do time e de parte da torcida para jogos “em casa” em Brasília, e até mesmo com o Flamengo enfrentando o Náutico em uma noite de quarta em Santa Catarina, e o Circo já parece se armar para a próxima temporada.

Li em algum canto que a CBF cagou a seguinte regra pra FERJ: “só podem acontecer quatro jogos por mês no Maracanã”. Que porra é essa? Já estive por lá várias vezes após o longo exílio por conta das obras e me pareceu tudo bem sólido.

Apesar de que essa bagaça também tem dois lados. O que a CBF realmente deveria exigir era que só os clássicos entre os quatro grand… Bem… Os jogos que envolvessem FLAMENGO, Vasco, botafogo e fluminense, fossem realizados no estádio… E também os da Libertadores.

Aqueles troços do Modorrento Estadual contra os nanicos dá pra fazer em qualquer lugar, e de graça, que nem assim vai encher. Fecha uns 20 dias antes de começar a Copa que dá tempo de sobra pro faxinão e pra tapar um ou outro buraco na grama.

Mesmo porque, dos 7 ou 8 jogos da Copa do Mundo disputados no estádio, periga a metade ser de nível técnico tão deprimente quanto os jogos do Modorrento Estadual. Sabe aqueles troços de primeira fase de Copa? Cazaquistão contra Aonde o Vento Faz a Curva do Norte? Pois é.

Sendo parcial mesmo, pois não é à toa que o nome do treco aqui é Falando de Flamengo. Como vão definir quais serão esses felizardos quatro jogos no mês?  Não é possível que a Libertadores não seja prioridade nessa bagaça.

E no mês que rolar semi e final de turno do Estadual, mais a Final do Modorrento propriamente dita… E mais dois jogos da Liberta? Como faz? Isso se o botafogo não inventar de fugir de suas tradições de decepcionar a torcida e se classificar ao apagar das luzes no próximo domingo.

Só quero ver no que vai dar. Hora dos Smurfs pressionarem a CBF e ainda pedir apoio do Consórcio. Nem nós podemos perder o palco que nos torna mais fortes, e nem o povo que administra o estádio há de querer perder essa grana certa que as Festas da Favela costumam render.

Estamos de olho.

CURTAS

CRIATIVIDADE CRUEL. Como impressiona a qualidade de muitas das piadinhas de internet que tripudiam da desgraça dos nossos desafetos. Somos um país de humoristas. Sádicos, mas bem engraçadinhos.

TERRA ÁRIDA. Vai começar o período do ano que mais me amedronta quando me vejo com uma página em branco e a missão de ficar Falando de Flamengo. Sem futebol, especulações falsas sobre contratações brotando na imprensa… Aceito sugestões.

CURTINDO A VIDA ADOIDADO. Apesar desse pequeno problema, confesso que curto bastante os 40 dias vivendo como um ser racional e sem o Flamengo para decidir o que posso ou não fazer com meus dias.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.