NA WEB
    Google+

    O QUE INTERESSA

    Foco na Libertadores com responsabilidade

    Por em dezembro 17, 2013

    Copa-do-Brasil-2013_TRI_torcidaVamos tentar esquecer o time de Laranjópolis e os terríveis e decepcionantes episódios tapetescos que ocorreram e ainda ocorrerão para decidir o destino de alguns clubes no Brasileirão 2013. Vamos nos concentrar no que realmente interessa ao Clube de Regatas do Flamengo: o ano de 2014.

    Fomos agraciados com a vaga para a Libertadores no ano que vem e o sorteio da fase de grupos nos trouxe algumas dúvidas e poucas certezas. Certo mesmo é que vamos viajar pra caramba. Olhando por esse lado, o sorteio foi bastante cruel conosco. Porém, pode ser uma grande oportunidade para colocar em prática um desejo antigo de muitos torcedores: um Cariocão apenas com jogadores da base e com atletas pouco aproveitados no time principal. Essa é a primeira dúvida: Seremos firmes e não cederemos a pressões externas para “valorizar” o Campeonato Carioca?

    Quantos aos times que enfrentaremos, pouco acompanhamos os campeonatos equatoriano e boliviano, para poder nos aprofundarmos em análise táticas a respeito de Emelec e Bolívar, respectivamente. Espero que a nossa comissão técnica já esteja fazendo seu dever de casa e pesquisando os dois times. Quanto ao Leon, tivemos a oportunidade de acompanhar as finais do Campeonato Mexicano contra o América e vimos um time veloz, que não se intimidou no Azteca lotado e fez um placar agregado surpreendente. Tudo bem, o meio campo do América tinha Sambueza como homem de criação, assim fica difícil. Mas é bom lembrar que temos por enquanto apenas o Cadu. Tem muita diferença?

    Grupo7Não achei o grupo nem fácil, nem difícil. Acho que a palavra exata para ilustrá-lo é cansativo. Acho que podemos nos classificar com alguma tranquilidade. Se tivesse que apostar, apostaria que faríamos 11 pontos e que provavelmente ficaríamos em primeiro lugar no grupo, com dois empates fora e três vitórias no Maraca. Mas essa pontuação não nos deixa muito bem colocados para a fase de mata-mata. Vamos torcer!

    O mais importante, por mais que nos dê uma pontinha de dor, é ler a entrevista do Vice de Finanças, Rodrigo Tostes, e perceber que não faremos loucuras para tentar ganhar a Libertadores. Ter o clube organizado e pronto para as inúmeras Libertadores que disputaremos no futuro é melhor que trocar os pés pelas mãos nesse momento e estragar todo um planejamento que tem se mostrado muito correto. É o imediatismo dando lugar à visão de futuro. Vocês conseguem acreditar que estamos falando do Flamengo?

    Recado para diretoria: Sabemos que os episódios da mais recente virada de mesa vai totalmente contra ao que vocês pregam: organização, justiça e responsabilidade. Porém, os senhores devem refletir que, nesse momento, representam uma Nação de 40 milhões de apaixonados que pouco se importam com CBF, STJD e afins, pois sabem que a grandeza do Flamengo supera, em larga escala, burocracias e bravatas dos “homens fortes” do futebol brasileiro. 1987 não nos deixa mentir. Não desanimem, retomem o fôlego, pois estamos ao lado de vocês na busca pela virada que o Clube de Regatas do Flamengo vem realizando em sua história.

    One Comment

    1. Tyo

      11 de fevereiro de 2016 at 01:34

      Numa boa todos fazem piadinhas de hemassoxuolidade com os se3opaulinos o Richarlyson p.ex. b4[e uma tremenda bichona mas o seu post ale9 ne3o ter grae7a, te1 apelando pra piada velha rodedzio (le-se troca-troca) que comente1rio mais infeliz

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.