NA WEB
    Google+

    COM QUE ROUPA EU VOU?

    Ou com quem dentro da roupa

    Por em janeiro 14, 2014

    eijaoElanoPronto…

    Agora foi. Foi-se o Elias por motivos de parcimônia nos gastos. Foi-se o Luiz Antônio por motivo menor e esdrúxulo. Foi-se o Adryan pra ver se aprende a ser homenzinho. O Rafinha pra comer acarajé e pegar corpo. Provavelmente vai o Hernane porque… Bem… Levando-se conta que ele faz gol pra cacete… Mas parece que só funciona a contento no Maracanã… Parece que esse troço aí dele ir pra qualquer lugar e caro é chance que pode não se repetir. Faz como pra convencer o cara a ficar?

    Aí vem o Éverton, o Léo, o Elano, Erazo, Feijão… Opa… Tem mais um nome faltando não tem? O Alecsandro vem mesmo?

    Enfim… Quando a bola rolar para o jogo contra o poderoso Audax no domingo. Quando entrarmos em campo pelos outros jogos do Modorrento Estadual enquanto aguardamos o começo da Libertadores em fevereiro, é hora de todo mundo parar de achar isso ou aquilo das chegadas e partidas.

    O time que for a campo é o time a ser apoiado. Aí chega de comparações e principalmente de mimimi. De nada vai adiantar ficar chorando as perdas e ganhos da janela de transferências.

    E sei que serão inevitáveis, diante da eterna insatisfação que toma conta do espírito de grande parte da Nação. Pode anotar aí. Os reforços que forem bem serão festejados como se fossem jóias raras. Os que não forem tão bem vão ficar 2014 inteiro sendo comparados com quem se foi.

    Uma grande besteira agir assim.  Mas é assim que será. E olha que já não tenho muita paciência nem com as eternas Viúvas do Zico, com aquela eterna ladainha de “porque na década de 80…”. Ter que aturar Viúva do Elias vai ser brabo.

    E cá entre nós. Esquecendo que existem os Messis e Cristianos Ronaldos do planeta. Se a gente botar na balança as partidas e chegadas acho que o instrumento de medida vai acabar não pendendo de forma absoluta nem para um lado e nem para o outro.

    Com esse elenco dá pra sonhar com Libertadores? Mais que essa pergunta é preciso antes que se responda outra. Com o elenco que ganhou a Copa do Brasil dava pra nutrir tal sonho?

    Observando friamente eu arriscaria um “não”. Contudo usaria a mesma palavra negativa no ano passado, enquanto passávamos pelas primeiras fases da Copa do Brasil.

    Logo… Como aqui estamos Falando de Flamengo (Merchan básico), TUDO é possível.

    Bom que a Nação entenda muito bem que o mesmo conceito de TUDO, que nos deu um título um tanto quanto inesperado no ano passado, pode até nos trazer momentos não tão aprazíveis nessa temporada.

    Seja o nosso destino qual for… É Flamengo. É o time que for e com o resultado que for.

    Não esperar nada e ganhar um título nacional é fácil. Esperar o Mundo e isso não acontecer é que é a hora de mostrar Amor Incondicional ao Manto.

    Aconteça o que acontecer eu estarei pronto pra aplaudir o time e entoar o hino bem alto.  E você?

    Obrigado aos que se foram. Toda a sorte do mundo e boas vindas aos que chegaram.

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.