Via Crúcis 3/5


oie_3195013lsUyxg8Tudo bem que a etapa 2/5 ainda não acabou e que na verdade terá no seu desfecho, na tarde da próxima quarta, seu episódio mais torturante e abrasivo.

Mas há dois bons motivos para oferecer-lhes o capítulo 3 da Via Crúcis enfrentada pelos Peregrinos do Carioqueta já nesta segunda-feira.  O primeiro eu só conto lá no final desse artigo… Opa… Não vale olhar direto antes de acabar, eu hein… Parece Modinha que só quer saber de final. Tsc, tsc, tsc…

O outro motivo é firula literária babaca do tio mesmo. Enquanto vou torrando os miolos sob o sol inclemente da etapa 2/5, vislumbro com olhares de cobiça o oásis que surge no horizonte. Molezinha a etapa 3/5. Vejamos:

FLUMINENSE – Em detrimento de ser um time que sofre a maldição de disputar eternamente campeonatos em uma divisão a qual não pertence. Mesmo com o peso do fato de que se saem muito melhor nos tribunais que no campo, Nélson Rodrigues é eterno e merece ser respeitado. E só por causa dele, que imortalizou a peleja Fla-Flu com seus belos textos, vamos fazer uma concessão e chamar de clássico, e, convenhamos, curtir um clássico no Maracanã em um sábado à noite, podendo sair de lá direto para qualquer aprazível canto da night carioca, pode ser considerado sim um bom programa.

É torcer para que o gramado do Maraca NÃO esteja um tapete, habitat natural dos nossos adversários.

VASCO – Pouco importa se a equipe cruzmaltina anda atravessando marés complicadas com sua nau nos últimos anos. Jogo contra o Vasco é sempre legal e vai ser em um Domingo, não bastasse isso, o clássico será disputado no Maracanã (!!??). Estranhamente as duas diretorias não se reuniram por algumas horas até concluir que o melhor lugar para o jogo seria um estádio em Brasília.

Temos desafio extra para essa partida. Tentar criar alguma nova piada que envolva nossos desafetos e a segunda divisão. Da primeira vez tudo era original e engraçado, com cara de sitcom americana das melhores. Desta vez corremos o risco da repetição de piadas, vai ficar com cara de segunda divi… Perdão, com cara de Zorra Total.

MADUREIRA – Não é das coisas mais atraentes do planeta, ainda mais que uma semana antes terá sido a nossa estreia na Libertadores, mas é no Maracanã e à noite. Não tenho como afirmar com 100 % de certeza, mas ACHO que não vai fazer sol dez da noite no Rio de Janeiro, o que já é uma boa notícia, após a etapa 2/5 ter sido disputada quase toda com cinquenta graus na sombra. Digo quase porque só a parte dos 50 graus é verdade, a parte da sombra é só um delírio provocado pelo sol.

Nem dá pra reclamar. Molezinha maior no Carioqueta não há de aparecer. Tenho até receio do que o futuro possa estar nos reservando nas etapas de número 4 e 5. Veremos. O futuro à FERJ pertence.

Até a próxima.

Ah… O principal motivo por esse texto pintar por aqui hoje, antes mesmo de finda a etapa 2, (perdoem pelo “finda”, mas meu editor aqui do FDF adora minhas firulas, ouvi falar que emoldurou meu texto sobre o Brocador, mais precisamente o trecho onde usei o termo “cônscio”), é de ordem prática…

Vem aí… A primeira mini-série do Vida de Torcedor. Estrategicamente lançada na semana do Fla-Flu… Livremente inspirada em “O Pequeno Príncipe” de Saint-Exupéry, a obra citada pelo advogado-artilheiro das Laranjeiras no Tapetão… “O PEQUENO TIME”. Breve. No Falando de Flamengo. Aonde mais seria?

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.