NA WEB
    Google+

    Começam os Estaduais

    Roteiro conhecido

    Por em abril 1, 2014

    FLAVASUfa…

    Após dias que pareciam semanas, semanas que pareciam meses e tempos técnicos que pareciam jogos inteiros, vai começar o Carioca. Curiosamente se inicia no próximo domingo e já termina no outro.

    São Paulo é um lugar esquisito mesmo.  A ponto do saudoso Bussunda sempre responder com o nome da Terra da Garoa quando lhe perguntavam o lugar mais estranho aonde já tinha feito amor. Por lá o título paulista será decidido entre dois times que nem de São Paulo (capital) são. Vá entender.

    Fora isso, vejamos: Se deu Cruzeiro e Atlético, Grêmios e Inter, Flamengo e Vasco, Goiás e Atlético e, arrisco escrever primeiro pra depois conferir, Bahia e Vitória, pra que diabos ficamos todos nós nesse masoquismo sem fim antes de ir logo ao que interessa?

    Já que era pra ninguém assistir aquele monte de jogo chato e ficar só contabilizando o já previsto prejuízo, podiam ter logo pulado a fase classificatória e passar para as finais.

    Pra ajudar os clubes pequenos não pode ser. Grana na bilheteria não tem. Vitrine para possíveis negociações de atletas também não deve ser. Nunca vi vitrine que ninguém olha vender alguma coisa.

    O único alívio com essa derrocada de interesse com os Estaduais, é que cada vez mais gente anda reclamando deles e em todos os níveis envolvidos. Jogadores, técnicos, dirigentes, jornalistas, todo mundo percebendo agora o que o tio aqui já reclama faz tempo.

    Nem me sinto um visionário por causa disso. Deve ser pelo fato de ser ávido consumidor dessa gororoba por longos anos. Tenho orgulho/vergonha de dizer que, MAIS UMA VEZ, estive presente em todos os jogos dessa sala de torturas do capeta. Paguei por isso e, não fosse o bastante, ainda arrastei o pobre do meu filho junto. Pra sorte nossa, os amigos Fla Mochilanos também não fizeram feio e lá estavam para tornar o fardo menos pesado.

    Passou. Quando o juiz ergueu o braço encerrando mais uma solapada do Flamengo na equipe de Cabo Frio pude suspirar aliviado e exclamar: “Pronto. Acabou o último jogo insuportável do ano”.

    Tenho muita esperança não, mas tem gente acreditando que vão reformular a bagaça para tornar mais digerível já para o próximo ano. É esperar pra ver.

    Sobre ‘A Final’, tabus e piadas a parte, é um clássico e tudo pode acontecer. Ainda mais se levarmos em conta que temos interesses e emoções misturadas nos próximos dias.

    Se por um lado queremos manter a tortura moral de não deixar o Vasco ganhar uma finalzinha que seja contra a gente, por outro temos que tentar exorcizar os nossos próprios demônios (criados e alimentados por nós mesmos) e tentar corrigir o monte de lambança que estamos aprontando desde o início da Libertadores.

    Quero as duas coisas. O Estadual não presta, mas é meu. Quero disputar a Libertadores e não só (mais uma vez) apenas participar. Já tá ficando chato esse troço.

    Acorda, Nação. O Carioqueta da Federação de Falências já acabou. O Cariocão começa domingo e, quem sabe, a Libertadores começa amanhã.

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.