NA WEB
    Google+

    Tempo de mordaças

    Por em abril 9, 2014
    Por Túlio Rodrigues (@PoetaTulio)

    oie_92130284JArmIt8Estamos vivendo um momento dos “tempos da mordaça”, e do ataque feroz a quem critica qualquer ação da diretoria atual do Flamengo. Fora isso ainda há os rótulos que costuma dar como “Patricete”, “Oposição”…

    Não são os oposicionistas que são rotulados, mas os torcedores comuns como eu e você. Não importa o quanto está sendo coerente e construtiva a critica, pois basta exercê-la que logo será persona non grata para os defensores fervorosos da diretoria.

    Essa cegueira dos “defensores azuis” é ruim para o próprio Flamengo. Ainda mais se o individuo tiver credibilidade para ser ouvido pela diretoria. O que adianta ter um amigo que mente pra você? Que lhe diz algo só para lhe agradar? Amigo com “A” maiúsculo é aquele que vai dizer a você quando estiver errando. Esses “xiitas” fazem mal ao Flamengo.

    Lembro-me de um caso que ilustra bem o que quero dizer. Estava com amigos no famoso Bar dos Chico’s no pré-jogo de Flamengo x Botafogo, no ano passado. Era a volta do Flamengo ao Maracanã. O preço cobrado pelo Flamengo pelo ingresso mais barato foi de R$ 100. Critiquei os valores como muitos dos meus amigos que inclusive apoiaram a atual gestão na eleição em 2012. Eis que passa por nós um membro do jurídico do Clube e nos chama de oposição. Oposição? Como? Quando e onde me posicionei dessa forma? Parece mais com a política brasileira que quando você critica o partido do poder, o PT, é logo chamado de direita.

    A eleição acabou em dezembro de 2012, mas o sentimento azul permanece em muitos que talvez tenham deixado de lado o vermelho e o preto para defender um ideal político. A crítica faz parte de tudo na vida, e Bandeira e sua diretoria não é perfeita. Vão errar, por mais competentes que sejam em suas áreas profissionais. Dirigir um Clube que carrega em seu DNA mais de quarenta milhões de apaixonados não é para qualquer um. Errar faz parte do crescimento do ser humano, do profissional…

    Não adianta ficar numa bolha tomando decisões sem ouvir quem diretamente tem que lidar com elas. A torcida faz um papel importante nisso. Um filtro que o Clube pode fazer para buscar trazer o melhor e o que foi prometido. Esses “xiitas” que querem aplicar a lei da mordaça fazem mal ao Flamengo.

    Vamos sim, aplaudir quando acertar e criticar quando errar. Basta-nos ser Flamengo. Não há problema nisso. Não vamos deixar nos silenciar. O Brasil vive numa democracia e o Flamengo também. A ditadura acabou, e por sermos o Clube do povo, nunca fomos afeitos a mordaças, censuras, repressão..

    PS.: Não entrei aqui em nenhum momento no mérito político. O artigo acima é exclusivamente falando de torcedores comuns. Papo político ficará para outro momento.

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.