Google+

Mais do mesmo

Por em abril 10, 2014

1Mais uma vez o Flamengo levou uma Libertadores na sacanagem, à moda ca@lh*.  Não se preparou, não se organizou e achou realmente que “a camisa joga sozinha”. Não, meus co-irmãos rubro-negros. Nem eu ou você, nós,  a Nação, fazemos mais a diferença. Torcida não ganha jogo não, isso é pauta pra mídia que quer viver de Maracanazzos e fanfarronices.

Não fomos eliminados por um Madureira mexicano. Saímos porque perdemos para nós mesmos. E, seríamos (e seremos) derrotados por qualquer time minimamente organizado, pois o nosso Flamengo é uma bagunça, um carnaval de egos e atletas que atuam apenas por causa do seu passado. E com eles permanecendo intocáveis neste elenco, nosso futuro é obscuro.

Temos um time fraco, que até era mediano quando havia lampejos individuais de alguns jogadores. Ou talvez fosse mesmo um péssimo time em fase iluminada, abençoado pela complacência de São Judas e salpicado com aquela coisa que chamam de sorte. Azar o nosso, torcedores iludidos, que achamos mesmo que este bando chegaria mais longe na competição mais importante do continente.

Hoje vemos um técnico omisso, e atletas sem preparação física para jogar sequer uma pelada num churrasco de domingo. Uma equipe sem jogadas, sem esquema tático e sem sangue. Uma diretoria que até é esforçada, mas que está focada apenas em sanar dívidas, se esquecendo que o que move o Flamengo, em capital, é o futebol jogado dentro de campo.

oie_1016344467VPZbNcOra, vamos deixar de sermos ranzinzas, né? Afinal, domingo tem final contra o bacalhau, e um título estadual camufla todas as nossas mazelas e vexames. Mentira? Sim, p3rra@! Porque já era para todos nós darmos um basta nesse Mundo de Alice e focar realmente em algo maior do que o nosso próprio quintal. Não temos que nos contentar com migalhas.

E daqui a pouco o Brasileirão começa e a agonia se inicia. Daí você escolhe em que mentira quer acreditar, seja numa fuga para permanecer na elite, ou numa vaga para se classificar para a Libertadores do ano seguinte. E o resto da história você já conhece, porque é uma bola de neve, rodando tal qual peão da casa própria, a mercê do destino. Tudo sempre igual e sempre será a mesma coisa, até que realmente alguém nesse clube leve a sério essa coisa chamada futebol.

Até quando você vai ficar usando rédea, Flamengo?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.