Google+

Fogo na favela

Império em chamas

Por em junho 3, 2014

FAVELAPAINT

A minha pátria amanheceu pegando fogo, fogo, fogo.

Eita que o troço esquentou de vez. Se por um lado nossa equipe teve atuações bem mornas na atual edição do Brasileirão, incluindo até algumas bem gélidas, como essa derradeira contra o Cruzeiro, a situação fez entrar em ebulição o Império Rubro-Negro.

Pelo que se ouviu falar, o tal de Ximenes já chegou no melhor estilo hardcore, mandando pé na porta e soco na cara logo de saída. Volto a esse assunto específico em outro texto. Perdão, mas é que nessa fase sem bola rolando há que se tratar temas como moedas preciosas, pra não deixar de ter sobre o que escrever.

Enfim… Ximenes chegou berrando mais que a preta do leite, um dos Smurfs mais simbólicos do Reino Azul vazou, teve jogador que não gostou nada do estilo cowboy do recém chegado e também desatou a falar, a Nação Uberlândia chamou todo mundo de sem vergonha, no Rio teve faixa de protesto na entrada da Gávea e tudo mais.

Como o Flamengo mexe com todo mundo, 764 pitacos diversos de tudo quanto é jornalista sobre o que se deve ou não se deve fazer. A arcoirisada rindo de orelha a orelha, com seus eternos delírios de que o Flamengo será rebaixado. Nas mesas reais dos botecos e nas mesas de boteco virtuais das redes sociais, os mais interessados, nós da favela, também ficamos cá aos berros e caps lock, cada um tentando fazer sua opinião se sobrepor às demais.

Tá parecendo formigueiro quando alguma criança travessa vai lá e revolve a terra só pra ver a correria desorientada e caótica até tudo ser colocado em ordem novamente.

Torno a dizer que apesar de já ter amaldiçoado muito essa Copa do Mundo por conta dos transtornos que vem me causando, a considero agora uma espécie de salvação. Peneirar no meio do que todo mundo acha que deve ser feito e catar as soluções mais adequadas.

Minha opinião? Claro que tenho. Mas aí a gente vai conversando sobre isso a partir de amanhã. Sabe como é. Temos 44 dias pra falar sobre soluções. Também quero captar mais pitacos alheios pra ir vendo se minhas sugestões-para-um-mundo-melhor podem ser aprimoradas.

O principal é sabermos que ESTAMOS todos errados. Diretoria, atletas, comissão técnica, Nação Rio. Cada um com sua cota de participação (ou não-participação) que nos levou a essa campanha tão anêmica até o momento.

Que o Urubu-Rei possa renascer das cinzas desse incêndio, qual Fênix.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.