NA WEB
    Google+

    Smurfs Fan Fest

    Telão em Copacabana é a solução

    Por em julho 5, 2014

    oie_5173336B9BVoeOM

     

    Sei lá se os Smurfs vão continuar marcando jogos pra lá de Quixeramobim do Sudoeste. Como o histórico recente dos caras indica que sim, e minhas férias aqui no FDF foram (injustamente) suspensas antes de a bola (e assunto) voltar a rolar no Brasileirão 2014, é melhor prevenir que remediar.

    Fico só de boa aqui vendo a Copa pela TV. Em casa, no boteco, no cinema, nas areias de Copacabana, ou filando um rango na casa dos amigos em dias de jogo da Seleção Canarinho que, diga-se de passagem, anda bastante amarela nessa edição do Mundial.

    E não há como negar. Por mais que eu faça o estilo “lugar de missa é na igreja” e fique me esfalfando física e financeiramente pelo Brasil afora pra ver o Flamengo de perto, esse troço de ver jogo na telinha ou na telona é bom e confortável por demais.

    Muitos já me perguntaram porque eu não aproveitei o embalo e saí por aí correndo atrás da Seleção Holandesa, minha outra paixão no futebol, fundando uma espécie de Holanda Mochila nesse período copeiro.

    Fato é que divido mesmo meu coração na boa e decoro parte dele de Laranja de dois em dois anos, quando das disputas da Eurocopa e da Copa do Mundo. Porém, se dá pra dividir o coração, o bolso não tem jeito, éárea exclusiva do Flamengo. Tanto que todo dinheiro que chega nele não esquenta lugar e o Mais Querido, a Tam, a Gol, a Avianca e a 1001 tratam logo de vir bucar o seu dízimo (licença poética. Quem dera fosse só 10%).

    Tive esse “insaiti di marqueti” por uma questão traumática. Nessa reta final de Copa, toda vez que aparecem as Arenas Fantasmas Fifenses, aquelas erguidas em lugares onde não há condições normais de temperatura e pressão para a existência de torcedores de futebol fora da Copa do Mundo, um frio percorre minha espinha e ela dói mais que a do Neymar.

    Sempre tem um inocente do meu lado pra comentar algo do tipo: “um estádio desses e agora não tem mais ninguém pra jogar lá”. Aí fico só imaginando smurféticas mãos se esfregando sob olhares tatuados de $$$.

    Sei que é mais forte que vocês, querido Povo Azul. Mas bem que vocês podiam fazer uma Smurf Fan Fest nas areias de Copa no próximo jogo “em casa” na Argélia do Norte.

    Tudo bem que, transferidos pra esse assunto o conservadorismo financeiro usado nas contratações, nossa arena em Copa vai acabar tendo uma TV de 29″ sem alta definição. Mas tá valendo. Um dia a gente contrata um camisa 10 e uma 4K da Sony de 1000″.

    E também é bom dizer, como a Nação Rio não dá as caras faz tempo nos estádios, uma Fan Fest em escala miniatura tá de bom tamanho. Acho que vou até levar meu Playstation. No meu Flamengo virtual tem um 10 e ocupamos posição mais condizente com o Manto na tabela. E ainda sobrou dinheiro…

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.