NA WEB
    Google+

    Coletando o ódio

    Tá liberado debochar

    Por em julho 11, 2014

    oie_1116139xczgHAX4

    Até achei que a Nação se comportou muito bem com essa coisa da Alemanha fazendo cosplay de Flamengo com o Manto Sagrado.

    Claro que a camisa dos gringos ficou linda de morrer (de matar pensaria Felipão e sua família). E claro que não poderia ser de outro jeito, já que inspirada em tão poderoso símbolo do futebol.

    Desde o seu lançamento, muitos exemplares da camisa alemã são vistos nas arquibancadas dos jogos do Flamengo, pelas ruas, etc.

    Porém… Porém… Não vi muita gente por aí dizendo que torceria para os “germanos” por conta disso. Nem em mesas de boteco e nem nas redes sociais, a versão cibernética das tais mesas, onde todo mundo passa horas falando um monte de asneiras. A diferença é que não rolam uns petiscos.

    Veio a prova derradeira. Uma batalha valendo vaga na Final. Bem… Deveria ter sido uma batalha no lugar daquele atropelamento, mas tudo bem, isso não vem ao caso.

    Ou só conheço pessoas sensatas ou realmente a esmagadora maioria dos rubro – negros fez questão de avisar ao mundo que, apesar do bom gosto marqueteiro da Seleção Alemã, de forma alguma isso os levaria a torcer contra o Brasil em uma Copa do Mundo.

    Aí veio a devastação. Brasil massacrado sem dó nem piedade e expulso do torneio de uma maneira que fez a derrota para o Uruguai em 50 parecer um ótimo resultado.

    Pronto. Foi a senha. Se tudo já estava perdido mesmo, porque não aproveitar a oportunidade para fazer aquilo que sabemos fazer como ninguém? E tome de referências a respeito do Brasil ter tremido diante do Manto.

    Os antis uniram o inútil ao desagradável. Aproveitando que já andavam sofrendo mesmo com os sete gols alemães, começaram a levar a sério as provocações da Nação e cultivar um pouco mais do seu ódio natural.

    Palmas pra Nação que soube dividir as coisas bem antes da tragédia e rentabilizar a situação depois, com aquele humor sarcástico e pedante com que fomos agraciados.

    Sofrimento dos antis aumenta no domingo. A maioria não quer ver os hermanos erguendo a Taça. Sabem também que a “Flalemanha” levando o caneco também vai gerar aporrinhação por um certo tempo. Ser anti deve ser um inferno dos piores.

    Tá liberada a zoação. Rubro-negros de todo o reino, zoemos.

    oie_11162721BsAZtBPS

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.