NA WEB
    Google+

    Gota no oceano

    Tudo como previsto

    Por em julho 21, 2014

    oie_2202432Ca5LrUOn

    Que iríamos mesmo perder para o Inter em jogo no Beira Rio qualquer rubro – negro, até os da mais tenra idade, já sabiam desde muito antes da bola rolar.

    Que protestos gritados ocorreriam também não é nenhuma surpresa. Que algum jogador iria acabar levando umas bolachas mais cedo ou mais tarde também estava claro, diante desse turbulento mar de inércia que parece ter se apoderado da equipe.

    O que continua me impressionando MUITO é a total apatia de uma diretoria que continua com a mesma soberba de quando assumiu há sei lá quantos meses.

    Voltando um pouco no tempo, já me incomodou muito a “partida de estreia” do tal Ximenes contra o Cruzeiro. Ficou parecendo que pagaram alguém pra dar faniquitos porque quem deveria chutar a porta do vestiário aos berros não queria ou não tinha capacidade de fazer.

    E segue o time andando em campo com uma (in)disciplina tática e uma anemia técnica capazes de fazer inveja na Seleção Canarinho que (não)enfrentou a Alemanha na Copa.

    E seguem os delírios azuis que se baseiam em um mantra cada vez mais incoerente: “Não vamos fazer loucuras… Não vamos fazer loucuras… Não vamos fazer loucuras”.

    Como se pegar um clube com a história que o Flamengo tem e permitir um desempenho desse aí que estamos presenciando já não seja em si uma grande maluquice. Justo na gestão de quem pretende dar ares europeus às finanças do clube.

    Sobre a derrota por quatro gol de diferença para uma equipe que geralmente atua bem em seus domínios, quem dera todo mal fosse esse. Diante de uma campanha de apenas uma vitória em onze rodadas, é só mesmo mais uma gota no oceano.

    Botafogo e Chapecoense são os próximos. No clássico contra o Botafogo há aquela já conhecida quantidade enorme de empates. Sobre a “fraca” Chapecoense, vale lembrar que joga em casa e já derrotou São Paulo e Corinthians em jogos sem o mando de campo.

    Precisamos de vitórias para ontem.

    Mais gotas? Esse é o perigo. De gota em gota, uma hora o mar transborda.

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.