Google+

Aonde o Flamengo pode chegar?

Por em setembro 4, 2014

oie_4232946M0L9ZGeR

Mais do mesmo! Essa é a frase que me vem à cabeça após a épica vitória de ontem, sem conseguir dormir e imaginando palavras para poder criar um texto sobre o que vi. O que falar? O que exaltar? Temos um time fantástico? Não! E o mais importante é que todos no elenco parecem saber de suas limitações e passaram a se entregar e doar mais do que 100%.

No futebol atual, com o nivelamento do nível técnico por baixo, sobressai quem possuir uma condição física melhor, vontade e uma distribuição tática mais equilibrada. Este último ponto é uma questão importante de se analisar. Verificando o posicionamento da era Luxemburgo em contraposição do que víamos com o time armado pelo ex-técnico Ney Franco, vemos um brutal avanço de qualidade tática.

Todos sabendo suas funções, coberturas bem feitas pelos volantes, avanços em momentos corretos dos laterais e movimentação constante de meias atacantes, como visto no jogador mais importante das últimas partidas, Everton. Aí entra o mérito do professor Luxemburgo, com sua experiência e vivência no futebol. Chegou e com pouco tempo, soube conduzir o grupo para seu lado. Barrou o contestado Felipe e bancou a titularidade de Paulo Victor. Mexeu na zaga e efetivou Marcelo ao lado do xerife Wallace. Deu tranqüilidade e ajeitou o posicionamento de João Paulo e Léo Moura.

oie_4232736Ic6TxOqD

Com isso, não acompanhamos mais o desfile adversário pelas avenidas abertas nos lados de campo. Some-se a isso, a cobertura exercida pelos volantes e a disposição dos meias. Ainda temos pontos a melhorar? Com certeza sim, mas a alma rubro-negra parece ter voltado a campo, fazendo com que a confiança da torcida aumente e com isso, o time ganhe mais confiança dentro de campo. Torna-se uma bola de neve.

Aonde podemos chegar? Esta pergunta será respondida até o final de ano, mas o mais importante é ter em mente que se o famoso “projeto” de Luxa for bancado para o ano que vem, a certeza de vôos mais altos para o Urubu em 2015 vai se descortinando.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.