NA WEB
    Google+

    Elencodependência

    Por em outubro 1, 2014

    Não é à toa que o Flamengo está penando no Brasileiro. Qualquer um que manje só um pouco de futebol sabe que não temos um elenco à altura de nossa grandeza. Temos pouquíssimos jogadores com qualidade técnica e uma porção de apostas e pratas da casa que não vingaram. Sem falar naqueles que caíram drasticamente de rendimento do ano passado (casos de Amaral e Paulinho).

    De quem é culpa? Pra mim, da dupla Pelaipe (olha a ironia!) e Jayme. Os dois foram os responsáveis pela montagem desse time. Erroneamente, tomaram como parâmetro o fraquíssimo Campeonato Carioca, e não a Libertadores que, diga-se de passagem, foi um grande fiasco.

    Jayme-Pelaipe-Foto-Rossana-FragaLANCEPress_LANIMA20140512_0114_25

    Quando se monta um time, ninguém é vidente para saber se tal jogador dará certo. OK, mas então como avaliamos isso? Observando. Se o Flamengo tivesse avaliado o desempenho pífio na Libertadores, o mais coerente a fazer seria remontar o time. E não adianta dizer que não temos dinheiro. Existem outros times no Brasileirão com investimento muito inferior ao nosso e com pontuação mais alta.

    As derrotas para Goiás e Bahia mostram exatamente isso. São dois times fraquíssimos e, mesmo assim, não tivemos forças para vencê-los. Hoje não temos sequer 11 titulares. E o banco não apresenta nenhuma opção confiável. Não sei vocês, mas há tempos já perdi as esperanças em Gabriel e Mugni.

    Muito se fala, até em tom de brincadeira, que o Flamengo vive “mapeando o mercado”. O fato é que não adianta ficar somente procurando craques. Há um monte de jogadores que estão longe de serem craques mas que podem ser úteis em um campeonato longo e equilibrado.

    Um bom exemplo é o Eduardo Sasha, do Inter. Fez uma boa temporada pelo Goiás ano passado. Não tem status de titular, não é uma super revelação das categorias de base, mas é uma boa opção para compor elenco.

    •       •       •

    O orgulho da Nação

    Aqui vai um agradecimento especial à diretoria e aos responsáveis pelo FlaBasquete. Vocês conseguiram um feito extraordinário. Colocaram o Mengão no patamar mais alto. Futebol e basquete no topo do mundo. Não sou fã do esporte, mas no domingo vibrei e torci como nunca. O Flamengo é um fenômeno da natureza. Não adianta torcer contra.

    Agora é só fazer igualzinho no futebol.

    •       •       •

    Pato genérico

    Deixei um espaço só para falar “desse tal Arthur”. Não consigo entender a insistência do Luxa com ele. Nixon já foi e continua sendo muito criticado, mas nas poucas oportunidades que teve já mostrou muito mais potencial. Também tem o Sartori. É frustrante dizer isso, mas quando o Arthur começa a se aquecer, torço até pra entrar o Negueba.

    Pra ver como a coisa está feia…

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.