Alívio e noite histórica

Apesar dos deslizes, é visível a melhora do time sob o comando do Luxemburgo. O problema é que, mesmo com o novo panorama após a chegada do treinador, o time vem pecando em alguns pontos que estão quase matando a gente do coração. Ontem, foi mais um dia desses.

O primeiro gol veio cedo, aos 4 minutos, com mais um cruzamento do João Paulo pro Eduardo. Impressionante como a dupla vem dando certo. Depois disso, o time criou mais algumas oportunidades, mas passou a deixar o Figueirense jogar e aí o perrengue clássico começou.

oie_Loc6cW59RcQh alívio

Devido a tantas chances desperdiçadas, era evidente que em algum momento a escrita de que “a bola pune” ia acabar se fazendo valer. O pior é que se fez valer logo depois de um lance com alto nível de esquisitice e justamente com um cara que, na minha opinião, não merecia o papel de vilão da partida, por conta de tudo aquilo que vem fazendo. Pra mim, hoje o Eduardo é titular absoluto do Flamengo, sem dúvida alguma.

Mas ainda bem que deu tudo certo. Nixon entrou em campo no lugar do croata jogando bem e correndo bastante. E em meio aos trancos e barrancos dentro da área, o gol da vitória finalmente saiu no último minuto da partida.

Além do fato estranho que rolou com o Eduardo, outro jogador que terminou a partida chamando a atenção foi o Marcelo. Ele até então vinha fazendo aquelas partidas de “zagueiro zagueiro”, e do nada aprontou uma jogada que quase resultou em golaço.

Por muito mais mérito do goleiro deles do que por erro do Marcelo, infelizmente a bola não foi pra rede. Falando em goleiro, o Paulo Victor também merece destaque. Se não fosse por ele, teríamos tomado o gol da virada e a situação agora poderia ser completamente diferente.

Agora estamos um pouco mais tranquilos na tabela novamente, o que mostra o quão bizarro é esse campeonato. Cinco jogos sem vencer no Brasileirão, e bastou três pontos pra acalmar um pouco os ânimos.

Deixando o futebol de lado, é preciso exaltar o feito rubro-negro na noite de quarta-feira em outro esporte. Somos o primeiro time da América do Sul que participa da pré-temporada da NBA! Independente dos resultados das três partidas, num espaço absurdamente curto de tempo, o basquete da Nação vem escrevendo pontos de grande importância na história.

Ontem foi bonito demais! No que pude acompanhar da partida por conta do futebol, o Flamengo fez frente chegando a ganhar o primeiro quarto. E acho que o que deve ser trazido dos Estados Unidos, além de mais um marco na história do clube, é um time ainda mais preparado para a temporada desse ano.

Por culpa do Mais Querido em ação no gramado e na quadra, fui dormir quase duas horas da manhã. Pelo menos vi a gente voltar a ganhar no Brasileiro e vi um momento incrível do basquete da Nação. Ainda bem que escolhi o clube certo para torcer. Pior ficam os secadores, que agora devem estar com tanto sono quanto eu, mas sem motivos para comemorar.

alívio

alívio

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.