NA WEB
    Google+

    31/38 Um rio de lágrimas

    Pra ajudar na choradeira

    Por em outubro 25, 2014

     

    No episódio anterior…

    oie_8VaAKQMg42gW

    Provando que posição na tabela não é documento na hora de enfrentar o Flamengo, vencemos mais um dos habitantes do paradisíaco G4.

    Não devolvemos os quatro gols que levamos no Beira Rio, mas o treco até que foi de bom… Aliás, de ótimo tamanho. Uma vitória que nos deu ainda mais tranquilidade no quesito prioridade luxemburguiano que é sair da ‘confusão’.

    De quebra, ainda pisamos na soberba do lateralzinho Silva do Internacional. Diga-se de passagem, dá até pra perdoar o comportamento esnobe do garoto. Afinal de contas o garoto já vestiu o Manto Sagrado, pisou o solo da Gávea e, com o tempo há de aprender que vento que venta cá, não de forma obrigatória há de ser vento que venta lá.

    Outra coisa boa da nossa vitória, foi a oportunidade de pouparmos boa parte dos nossos atletas para o jogo contra a turma da choradeira. Tudo bem que os off de Manaus até mereciam aproveitar a chance de ver o Fla com força total em campo, mas o povo há de ser compreensivo.

    Afinal, todos sabem que temos assuntos mais sérios para tratar no meio da semana. Além do fato de que contra essa gentalha que anda flertando de forma apaixonada com a Série B, os reservas bastam. Além disso, Off Rio ou não, todo e qualquer rubro-negro sabe que a força do Manto Sagrado está muito além de questões mais mundanas como a escalação de reservas ou titulares.

    Sei lá quem o Luxa vai mandar pro campo. Escalei o Flamengo todo no meu time do Cartola e foda-se o mundo.

    Do lado pobre do clássico de hoje (se é que ainda pode ser chamado assim) a cachorrada já tá jogando culpa no potencial rebaixamento pra tudo quanto é lado. O governo, a globalização, o Sheik, a torcida que não comparece (sei lá eu que torcida), os desalmados atletas que não querem jogar de graça, tudo serve como balde para despejar as lágrimas.

    oie_xR71YB6WUmOQ

    Quero também entrar nessa lista. Fazer parte da série de injustos eventos globais que estão recolocando esse treco aguado que é o botafogo em seu devido lugar: chorando e arrastando correntes na segundona. Sendo o fantasma do time grande que fora outrora. … Não que o Tio aqui tenha presenciado tal grandeza em meus quarenta e tantos anos de vida. É o que dizem os antigos. Reza a lenda que esse arremedo de instituição já foi nobre em tempos idos.

    Hoje… Nove da noite… Flamengo B contra Botafogo série B.

    Não percamos.

     

    CURTAS

    BOTAFOGO MALDITO. A decisão de mandar o jogo nos confins de Manaus, somada à minha penúria, acarreta minha segunda (e espero que última) ausência no Brasileirão 2014. Mais um motivo para que eu deseje todo o mal do mundo aos nossos adversários de hoje.

    CAÇADOR DE EMOÇÃO. E já tá o Vasco querendo arrumar problema onde não tem, com tropeços bobos na reta final. Sei que remo contra a maré, mas quero o único outro time grande do Rio de volta.

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.