NA WEB
    Google+

    Com quantos volantes se faz um Flamengo?

    Por em março 21, 2015

    Rapaz… Que treco foi aquele quarta-feira? Joguinho ruim da porra. Vou não destilar ódio aqui contra ninguém. Convenhamos que foi um jogo no qual já entramos classificados… E de lá saímos dessa mesma forma. Não é pouco coisa, é o quanto basta. E no mundo do futebol, incluindo aí o nosso próprio mundo, o que mais tem é time e torcida entrando em um estádio classificados e saindo de lá com as mãos abanando, com cara de bobo, e com um  olhar perdido no horizonte que parece querer dizer: “Que treco foi aquele?”.

    oie_fF2NYTmT4DYV flamengo brasil de pelotas canteros

    A Nação Rio compareceu em número apropriado pra situação. Ainda mais sabendo que já tem que morrer em um qualquer para comprar ingresso para o próximo domingo, no qual teremos mais uma vez pela frente aquele dever cívico de judiar do Vasco mais um pouco. O time em campo apresentou a sonolência típica da calmaria que antecede a tempestade, do silêncio que precede o esporro. Tudo ok. Classificamos sem sustos e tá é muito bom.

    Ficamos nós esperando e confiantes de que o time estava se poupando para domingo. Enquanto paira também sobre nossas cabeças o assunto tático mais debatido de onze em cada dez conversas nas redes sociais flamengas, os botecos virtuais da atualidade. Afinal, quantos volantes são necessários para que tudo corra bem em campo?  Agora chegou a hora da prova. Ficamos rodada após rodada debatendo isso e bradando aos quatro ventos o quão absurdo era tanta precaução contra os nanicos. Apesar de ter acabado de sair MAIS UMA VEZ dos porões menos nobres do futebol brasileiro, acho que dá pra gente não considerar o jogo de domingo como sendo contra um nanico, não é verdade?

    A minha opinião não fundamentada lá em muito conhecimento de causa é que com um, dois, três, 66 volantes, o que importa mesmo no suposto excesso são duas coisas: que os tais “zagueiros de meiúca” saibam o que fazer com a bola nos pés,  o que diga-se de passagem, até podemos considerar os nossos atuais aptos e, principalmente, que a turma mais avançada dê opção com movimentação constante… Epa… E não é que a nossa turma da frente também oferece esse tipo de matéria-prima para a construção de jogadas? Resumindo… Acho que vai dar liga esse time aí do Luxa. Tá… Eu sou suspeito pra cacete nisso aí, mas é no que acredito, ou pelo menos no que meu cérebro tendencioso quer acreditar.

    oie_eIyKeb1zwMOl flamengo volantes

    Contra os nanicos o troço falha um pouco por conta da retranca. Os caras metem uns 25 caras do grande círculo pra trás. O Paulo Victor e a zaga ficam lá cochilando, motivo pelo qual volta e meia os nanicos se criam e acabam marcando um ou outro gol bobo no meio  do caminho. Aí a nossa “trinca de volantes” (bonito isso, né? Meu brother @leoargonio do Falando de Flamengo que falou essa porra dia desses. Roubei na mão grande…. Mas pelo menos estou dando o crédito a quem de direito), quando de posse da bola, fica olhando aquela multidão de gente de um lado só do campo. Aí acontece o que? Aquele treco mesmo da última quarta. O time fica tocando a bola de um lado pro outro do campo, e como (tem que corrigir isso urgente) quase ninguém do time arrisca de longe, fica aquele chuchu cozido em água e sal, sem graça como ele só.

    Há de ser diferente no domingo. Ainda mais que eles andam empolgados com sua própria campanha e a pressão lá deve estar sinistra. Esse clima que o Eurico cria deve pesar uns cem quilos em cada perna.  Imagina só como deve ser jogar no Vasco, chegar no treino seguinte após uma derrota pro Flamengo, e encarar aquele cara de mau humor fumando charuto e esbravejando na beira do campo. Não deve ser nada fácil entrar no jogo com essa potencial expectativa na cabeça.

    Vai ser bom pra dar uma esquentada, ainda que fugaz e momentânea, no Carioqueta. Jogo cheio e sendo assunto para os dias anteriores e posteriores a ele. Disso deveria ser feito o Estadual, e não por semanas e mais semanas de jogos previsíveis e sem o menor interesse pra ninguém.

    Mas e aí? Um, dois, três? Quantos volantes? O que vocês acham?

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.