NA WEB
    Google+

    Reconfigurem o GPS do Flamengo

    Por em abril 13, 2015

    Depois daquele vergonhoso empate contra o Nova Iguaçu na última rodada da Taça Guanabara, chegou a hora do Flamengo entrar em campo para mais um “Campeonato à parte” contra o Vasco. Pela tradição, e também pelo retorno de alguns jogadores ao time e do Luxemburgo na beira do campo, imaginávamos outra vitória, porém infelizmente não foi o que aconteceu. Como também não perdemos, por enquanto isso é o suficiente.

    oie_PdhUnniFKKQw vasco x flamengo

    Não sei o que rolou, mas ontem foi mais difícil encontrar o Flamengo em campo do que achar Carmen Sandiego. Ainda assim, apesar da pouca criatividade e muitos chutões pra frente sem qualquer necessidade ou fundamento, o time conseguiu arrumar algumas grandes chances de gol, talvez inclusive as melhores da partida. O Vice até tentou também, é verdade… mas eles não contavam com a astúcia do melhor goleiro do Brasil, que frustrou com excelência todas as oportunidades do rival.

    Mesmo que tenha sido um clássico e semifinal de campeonato, o jogo não foi nem de perto maneiro ou minimamente interessante. Além de principalmente pouca qualidade de futebol, que fica mais em evidência depois de eu ter passado a manhã vendo alguns jogos dos campeonatos europeus, a arbitragem bastante questionável e a violência constantemente aplicada pelos dois lados também prejudicaram a partida. Nesse quesito pelo menos dois momentos chamaram a atenção: do lado rubro-negro, o Karate Kid do Maranhão, e do lado deles, a atitude do Dagoberto.

    Ainda que tenhamos perdido uma oportunidade de mais uma vez dar aquela ensinada no Vasco, para gente o resultado nem foi dos piores já que temos a vantagem do empate na disputa, que se encerra no próximo domingo. Mas ó Flamengo, deixa pra usar isso somente caso seja de fato necessário, ok?

    O dever de casa até lá é basicamente atualizar as configurações do GPS para fazer o time voltar a se encontrar em campo, coisa que não aconteceu nos últimos dois jogos, e calibrar a mira para que nos afaste das traves e nos tire os chutes sem direção ou aqueles no melhor estilo NFL.

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.