Google+

Flamengo: Intertemporada compulsória

Além da vaga na próxima fase da Copa do Brasil, Mengão ainda descolou um tempo para treinar

Por em abril 23, 2015

Foi… Classificados sem sustos para a próxima fase da Copa do Brasil 2015, que esperamos que seja a nossa Pré-Libertadores 2016. Acabamos com nosso longo jejum de 3 jogos sem fazer gols. Já repararam que os nossos jejuns costumam ser bem menores que os da Arcoirizada? Esses costumam acumular meses, anos, décadas, acompanhados por números incômodos. E como só pensam na gente, geralmente esses jejuns ou envolvem o nosso nome, ou em algum momento o mesmo é puxado para a comparação. Tipo… “Estamos há 11 anos sem ganhar isso… Mas tudo bem… na década de 40 o Flamengo também ficou”.

oie_hGbvGajeX7RX salgueiro x flamengo marcelo cirino gol copa do brasil 2015

Confesso que estava meio ressabiado com esse jogo lá em riba. Aquela velha história.  Pra nós um jogo como outro qualquer, e pro Salgueiro o “jogo da vida”, “confronto mais importante da história do clube”, e demais expressões motivadoras tão comuns nessas fases primeiras de Copa do Brasil. Mas tudo correu bem. Eliminamos o jogo de volta e temos um bom período livre para a preparação para o resto da temporada. Teoricamente o próximo jogo é contra o São Paulo no dia 10 de maio. Isso porque pululam aqui e ali boatos (até que se prove o contrário) sobre um possível amistoso contra o fluminense. Não acredito muito, já que esse seria no dia do jogo final do Estadual, e ainda teria que passar pelo crivo da Federa… vai com minúscula também… da federação. Mas como a ditadora instituição iria abocanhar uma boa parte da renda, em qualquer lugar  que se realize o jogo, pode até ser.

flamengo fluminense 1Bem… se acontecer, não é uma má ideia em alguns quesitos: arrecadar um qualquer;  servir de jogo-teste nessa inter-temporada que nos caiu no colo; dar a oportunidade de torcedores de outros estados irem a um Fla-flu; sinalizar que a possibilidade da dupla não disputar o Carioqueta 2016 caso ele não mude, ou pelo menos tente mudar, permanece em pauta. Só é uma péssima, horrenda e escandalosa ideia quando os mais mimimizentos dentre nós começam com o patetismo explícito de querer chamar o treco de “final moral”. Menos né, povo. Perdeu, perdeu, como diria Alcione. Ainda que a turma das Laranjeiras tenha em seu passado recente essa mania de não aceitar brincadeira e se utilizar de seus pueris poderes café-com-leite, julgo que há objetivos muito mais importantes nessa parceria fora das quatro linhas que o de arrastar correntes e lamuriar por causa de eliminação em Carioqueta. Contenham-se.

De lá da partida contra o Carcará, que fez juz à expressão “pega, mata e come” estampada em seu uniforme, não exatamente dentro do campo do jogo, voltamos com algumas decisões e sem nenhum puto no bolso. Apesar do estádio, onde cabem 12 mil pessoas, estar visualmente com ótimo público, o borderô da administração do Salgueiro apontou um público de 4900 (???!!!). O Flamengo achou por bem não pegar sua parte, que seria grande por ter conseguido eliminar o jogo da volta, e deixar a CBF resolver o caso.

Dentro de campo tivemos gol do Arthur Maia, volta dos gols do Cirino, estreia do Almir, que representou bem no período que passou em campo, expulsão injusta do Gabriel, que gerou um comentário indignado/engraçado do Luxa: “não quer jogar, vai para o balé”, em uma alusão ao exagero da punição, que mereceria, no máximo e com certo exagero, um amarelo.

salgueiro x flamengo gabriel copa do brasil 2015

Ficou decidida a permanência do Luxa, que andou flertando com o São Paulo. E eu falo isso nem é pela entrevista que deu passando o planejamento para as próximas semanas. É mais por ter decidido e decretado que o Mugni fica. Caramba… Se o Luxa decide e comunica isso, sabendo que o rapaz não vem exatamente colecionando muitos fãs na torcida e (ouvi falar) na própria diretoria, no mínimo tinha que ser um “ele fica e eu também”. Podem tacar pedra… Mas eu também quero que o gringo fique. Serve para compor o elenco e, disse o Luxa, que vai doutrinar o hermano em nova função. Aguardemos.

No mais é aguardar o Brasileirão, montar nosso time no Cartola, lembrando que escalar menos que três jogadores do Flamengo por rodada é traição grave, tal qual recrutar atletas dentre o elenco do nosso adversário na rodada. Vou espremendo pedra pra ver se sai água nos textos até lá. Ah… Esperamos também umas duas ou três contratações, né?

CURTA, MAS NEM TANTO

DR. Seguinte povo. Sou um democrata e autorizo quase tudo aí nos comentários. Só que volta e meia rola um exagerado. Pô… se o lance for ofender algum jogador, diretor, técnico, adversário ou até mesmo eu, dá pra fazer na disciplina. Dia desses alguém ai mandou um “Luxa seu piiiiiiii… Vai piiiiiiiii… Escala o piiiiiiii…” e outros muitos piiiiiiis. Aí não cabe né? Quanto a esse que vos escreve, se a vontade for incontrolável, pode tacar pedra em mim lá no Twitter. Respondo na boa. @sorinmercio. Se preferir Facebook: Mercio Querido. Lá é Casa da Mãe Joana. Aceito toda e qualquer solicitação de amizade. Mesmo se for pra semear alguma eventual inimizade.

BOCA E RIVER. Acreditava, é claro, na nossa classificação, mas não dava como certa a eliminação do segundo jogo. Vibrei muito com isso. Não por achar que pudesse ser tarefa complicada, mas porque seria no mesmo dia de Boca x River na Libertadores. Treco bom de acompanhar.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.