NA WEB
    Google+

    Sem finalização não tem gol, Flamengo

    Por em junho 4, 2015

    Mais um jogo do Flamengo, a mesma história. Fica cada vez mais difícil vir falar sobre as partidas vendo os mesmos problemas e os mesmos defeitos dentro de campo. O principal deles vai de encontro a um princípio básico do futebol, de que só faz gol quem chuta (ou cabeceia, tanto faz). No caso, já seria até um começo se o os caras fossem lá, chutassem fraco, zoado, sei lá… mas pelo menos tentassem chutar.

    Só falando do primeiro tempo, não tivemos nenhuma finalização certa, enquanto o Paulo Victor precisou fazer algumas defesas complicadas para nos deixar vivos na partida. É preciso ser justo e reconhecer uma melhora do time em relação aos últimos jogos, principalmente em posicionamento e marcação, mas falta bastante criatividade, poder ofensivo e, sendo chato e repetitivo, finalização.

    marquinhos-do-cruzeiro-fica-com-a-bola-na-disputa-com-para-pelo-campeonato-brasileiro-1433386299037_615x300

    É verdade que a melhora do time foi vista muito porque o Cruzeiro também não estava lá essas coisas e cometeu muitos erros, sendo mais evidentes nos primeiros 45 minutos. Bastou eles melhorarem um pouco, e os alguns erros constantes nossos voltaram a aparecer.

    Olhando tudo isso, volto ao que disse aqui há uns dois/três jogos: parece que virou rotina o Flamengo ficar no ”quase”. Porque realmente pra um jogo fora de casa, se a situação na tabela não estivesse horrorosa, não teria sido tão ruim assim. O gol dos caras saiu num erro da defesa e não fizemos o nosso porque não chutamos (desculpa, voltei nesse assunto).

    Sábado é no Maraca e é a hora de finalmente iniciar a recuperação na tabela. Precisamos ir pra cima contra a Chapecoense mas também não podemos perder o controle porque, apesar de um jogo que poderia ser aparentemente tranquilo, a situação pra gente atualmente está feia e a classificação do Brasileirão está muito doida, eles estão na quinta posição.

    De resto, eu tenho apenas um ponto pra falar desse time: um ponto. Um em quinze, Flamengo! Sendo mais uma vez otimista, eu acredito muito que, principalmente olhando o nível dos times no campeonato, com uma vitória pra tirar o peso e trazer confiança, a gente vai conseguir evoluir. Isso tudo obviamente também contando com a chegada de reforços.

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.