NA WEB
    Google+

    Sombria arbitragem das partidas do Flamengo

    Por em junho 15, 2015

    Sétima rodada do Campeonato Brasileiro e o Flamengo com um início claudicante, começa a ensaiar uma reação com duas vitórias seguidas. Mesmo ainda não apresentando um futebol convincente, o time demonstra uma organização tática melhor, a aplicação dos jogadores voltou ao normal, e as duas vitórias seguidas darão um pouco mais de tranquilidade para a sequência de trabalho de Cristovão Borges e sua comissão técnica.

    jonas_flamengo_coritiba

    coritiba_flamengo_jonas_01

    Contudo, um dos assuntos que não podemos deixar de fora é a polêmica da arbitragem. Se tem um assunto que eu não gosto de comentar, é sobre assuntos extra campo. Seja ele de arbitragem, tribunais, suspensões e bastidores. Ainda sou adepto do campo e bola, sem a interferência de fatores externos. Longe de ser choro de perdedor, até porque vencemos as duas últimas partidas, mas o que vem acontecendo nas arbitragens dos jogos do Flamengo, chega a levantar suspeita da intenção dos árbitros contra a equipe rubro-negra. Já são sete jogos, com pelo menos seis atitudes suspeitas dos juízes contra o Fla. Vejamos:

    • Flamengo x Sport: Depois de ensaiar uma reação no segundo tempo, o juiz deu apenas 3 minutos de acréscimo, após constante cera do time pernambucano, que picotou o jogo durante grande parte do mesmo.
    • Flamengo x Avaí: o segundo gol do time catarinense foi oriundo de uma jogada, na qual a bola saiu quase um metro pela linha de fundo e mesmo sendo bem próximo ao auxiliar, nada foi marcado. A jogada seguiu e resultou em gol.
    • Flamengo x Flu: O pênalti marcado em cima do jogador Vinícius é contestado até hoje. Em jogada de contato físico, o juiz não teve a menor dúvida e deu a penalidade.
    • Flamengo x Cruzeiro: Um pênalti claríssimo não marcado a favor do Fla, quando o zagueiro do time mineiro levou o braço claramente na bola, para cortar um cruzamento.
    • Flamengo x Chapecoense: Além de um pênalti em cima de Gabriel, não marcado pelo juiz, o mesmo ainda deu um acréscimo de 5 minutos injustificados na segunda etapa.
    • Flamengo x Coritiba: Uma entrada criminosa de Fabrício Baiano no volante Jonas, levou somente um amarelo. Em jogada posterior, o volante levou cartão amarelo por reclamação e acabou sendo expulso. O atacante do Coritiba, Wellington Paulista, reclamou o jogo inteiro, além de ser o jogador mais faltoso da partida e não recebeu nenhum cartão. No final do jogo, atuando com um a menos e segurando a pressão adversária, o juiz deu 6 minutos de acréscimo. Além disso, uma entrada duríssima de Thiago Galhardo, no goleiro Paulo Victor, não resultou em cartão para o adversário.

    wallace_20150531_flaxflu_caceres_andredurao

    Não sei se é um caso típico de Teoria da Conspiração, mas começa a soar muito estranho que um time que enfrenta um embate com a sua federação, passe a ser seguidamente prejudicado pela arbitragem. De qualquer maneira, a diretoria do clube entrou com uma representação na CBF contestando esses seguidos erros. Devemos ficar alertas e atentos para que não possamos continuar a ser prejudicados dessa forma.

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.