Google+

Elementos chave para o Flamengo se classificar na Copa do Brasil

Por em agosto 24, 2015

Passado o importante jogo pelo Campeonato Brasileiro, contra o São Paulo, as atenções todas estão voltadas para o clássico da próxima quarta-feira, contra o Vasco da Gama. Após a derrota por 1×0, na semana passada, o time do Flamengo tem a missão de entrar em campo e conseguir uma vitória para passar de fase na Copa do Brasil. O empate favorece ao rival e uma vitória por diferença de um gol, leva a decisão para as cobranças de pênaltis.

O jogo da semana passada mostrou um Flamengo desorganizado em campo e sem garra. O time vascaíno foi mais efetivo e apesar de mais deficiente tecnicamente conseguiu a vitória e por muito pouco não viu o placar ser maior e mais difícil de reverter.

Para a próxima partida, vejo alguns elementos chave que o técnico Oswaldo de Oliveira deverá explorar e ajustar, para conseguir a classificação.

ederson_1_flamengo_vasco_11

Confira:

1. A atitude deverá ser parecida com a mostrada no segundo tempo contra o São Paulo. Jogadores compromissados e disputando todas as bolas como se fossem as últimas do campeonato. Dessa maneira, igualaremos o jogo no quesito vontade, o que deixou muito a desejar na partida passada.

2. A marcação sobre o Vasco deverá ser feita sob pressão, na maior parte do tempo. Sabemos que uma marcação desse porte é difícil de ser sustentada por 90 minutos, porém, devemos injetar essa pressão, principalmente no começo do jogo. O time do Vasco sente muita dificuldade para sair jogando sob intensa marcação, como ficou provado por diversas vezes no Campeonato Brasileiro e mais recentemente contra o Goiás, onde o time esmeraldino sufocou o Vasco e não saiu com uma goleada maior, graças ao goleiro Martin Silva.

3. O lado esquerdo da defesa do Vasco é um ponto fraco. O lateral Cristiano vem sendo bastante pressionado pela torcida e temos um potencial mapa da mina. Jogando naquele setor com Ederson e ainda podendo contar com a constante movimentação de Guerrero por aquele lado, como foi visto contra o São Paulo.

4. A marcação deverá ter atenção especial com Nenê e Jorge Henrique, uma vez que são as duas principais válvulas de escape do Vasco. Na partida passada jogaram bem e acabaram decidindo o clássico.

5. O jogo deverá ser truncado, faltoso e os vascaínos colocando pilha desde o começo. Devemos ter inteligência para sair dessa armadilha e não nos deixar levar pelo calor do jogo. Frieza nesse quesito vai bem.

guerrero_2_flamengo_vasco_06

6. Nada de favoritismo. Clássico é clássico e já ficou provado por diversas vezes, que pouco importa a fase de um time. O jogo sempre iguala e acaba nivelado.

7. Time por time, sou mais Flamengo. É normal uma certa ansiedade em querer marcar logo e ficar pensando no segundo gol, antes mesmo do primeiro. O jogo tem 90 minutos e devemos mostrar nossa supremacia técnica sobre um time que vem arrasado psicologicamente, por sucessivas derrotas no campeonato Brasileiro.

Desta maneira, acredito que possamos nos manter vivo na conquista do Tetra da Copa do Brasil e, de bônus, jogar uma pá de terra sobre nossos rivais.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.