Google+

Matando a saudade com derrota

Por em outubro 15, 2015

Faltando tão pouco para acabar o ano, a paralisação do campeonato foi só um ensaio da saudade que bate quando não tem jogo do Flamengo. Foram dez longos dias, pra gente esperar e pro Mengão treinar, com direito a um amistoso no último fim de semana para deixar o time afiado no retorno do Brasileirão. Na prática o que vimos ontem foi o que ninguém gostaria de ver.

A expectativa era vencer o Figueirense e contar com uma combinação de resultados nem tão complicada para voltarmos ao G4. A combinação tanto não era difícil que aconteceu quase na totalidade, porque tem a exceção do jogo do Santos que acontece hoje, mas na parte que dependia exclusivamente da gente, fomos lá e perdemos.

Flamengo-Figueirense-Florianopolis-fotoEduardo-ValenteLANCEPress_LANIMA20151014_0246_4

Podemos dizer até que a derrota foi praticamente por W.O, já que na maior parte do tempo o Flamengo nem parecia ter entrado em campo. Com todo respeito ao adversário, para a ambição que ainda temos na competição não podemos perder de 3 a 0 para um time que está brigando para não ser rebaixado.

Já que metade da expectativa aconteceu, para nossa sorte, a distância até o G4 continua curta. Porém, para nosso azar, agora só tem confronto pesado pela frente. Até o fim do Brasileirão nossa sequência, nessa ordem, será essa: Internacional, Corinthians (fora), Grêmio (fora), Goiás, Santos, Ponte Preta, Atlético-PR (fora) e Palmeiras.

Apesar de alguns comentários serem óbvios, apenas para ilustrar: Corinthians é o líder do campeonato, Grêmio em terceiro, Internacional, Santos e Palmeiras estão com o mesmo objetivo que a gente, Goiás brigando pra não cair, Ponte Preta empatou com o Corinthians e venceu o Palmeiras (e ganhou do Flamengo no primeiro turno) e o Atlético-PR geralmente complica jogando em casa.

Com esse cenário montado, caso o Mengão vá bem não só terminaremos no G4 como mereceremos indiscutivelmente que isso aconteça. O time podia aproveitar que falta pouco, pra voltar a jogar como na sequência positiva impressionante que conseguiu conquistar, em vez de voltar a ser aquele que vimos na maior parte do ano.

Chegamos até aqui, o Flamengo deu uma volta por cima gigante, agora nos resta torcer, acreditar e ser otimista. Difícil vai ser, mas não é impossível também. Depois de ter sido um dos que achou que o ano tinha acabado na eliminação da Copa do Brasil e que o fim seria ficar no meio da tabela, me recuso a acreditar que eu possa ter acertado a impensada e pessimista previsão.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.