NA WEB
    Google+

    Marcelinho é o rei!

    Único pentacampeão da história do NBB, Marcelinho Machado faz 26 pontos e mostra que o brilho de sua estrela não tem fim mesmo aos 41 anos

    Por em junho 11, 2016

    marcelinho_flamengo_bauru_2016_3

    O tempo parece não passar para Marcelinho Machado. Incansável, o capitão do Flamengo mostrou que mesmo aos 41 anos é capaz de coisas incríveis e que o brilho de sua estrela não tem fim. No jogo que decidiu o título do NBB 2015/2016 o camisa 4 saiu do banco de reservas para fazer 26 pontos e foi “o cara” da vitória rubro-negra sobre o Paschoalotto/Bauru, por 100 a 66.

    Com mais este título, Marcelinho Machado se isolou ainda mais como maior campeão da história do NBB, agora com cinco conquistas. Além disso, o ala de 2,00m se igualou ao ex-jogador francano Fausto Gianecchini como maior campeão da história de todos os nacionais do basquete brasileiro, com sete troféus – cinco no NBB e dois Campeonatos Brasileiros da CBB – 2005 pelo Telemar (RJ) e 2008 com o Flamengo.

    “Me emocionei muito hoje. Com certeza esse é um dos títulos mais importantes da minha carreira. Quando eu cheguei ao Flamengo, lá atrás, jamais poderia imaginar que viveria um momento como esse. Não é mais um (título) pra mim. É muito especial para mim essa conquista. Sou privilegiado de poder contribuir assim para o título mesmo aos 41 anos”, disse Marcelinho, como os olhos marejados.

    marcelinho_flamengo_bauru_2016_4Marcelinho chegou ao Jogo 5 acumulando em média 9,25 pontos nos quatro primeiros jogos da série. Mas a estrela do maior cestinha da história das Finais do NBB brilhou na hora certa, e o resultado não poderia ser melhor: seis bolas de 3 pontos, 26 tentos no total, além de expressivos dez rebotes, 32 de eficiência – recordes pessoais na temporada – e a costumeira ovação da torcida: “Ah, é Marcelinho.. Ah, é Marcelinho”.

    “Durante a partida de hoje eu tive uns pensamentos mais profundos do que normalmente. Quando eu pisei em quadra já tinha na cabeça que tudo estava conspirando a meu favor. Normalmente eu entro no final do primeiro quarto, mas o Luz fez duas faltas cedo e eu entrei antes. Com isso, eu pude ‘aquecer’ um pouco no jogo”, comentou Marcelinho.

    Peça fundamental para a vitória rubro-negra, Marcelinho teve seu grande momento no jogo durante o terceiro quarto, em que anotou 11 pontos. No embalo de seu capitão, o Flamengo deslanchou, venceu a parcial por expressivos 32 a 17 e levou sua vantagem no placar para a casa dos 20 pontos.

    “No terceiro quarto foi o momento chave do jogo e demos o ‘bote’ certo. Tivemos um grande aproveitamento ofensivo e conseguimos parar o poderoso ataque do Bauru. Depois disso não perdemos o foco e confirmamos a vitória com essa grande margem no placar”, analisou Marcelinho.

    NBB

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.