NA WEB
    Google+

    Mixórdia Rubro-Negra

    O Maracanã é nosso! Aha Uhu!

    Por em janeiro 18, 2017

    Vai começar o Carioca e o maior palco do nosso futebol está entregue aos ratos. E não falo só daqueles pequenos roedores que andam no submundo dos esgotos, há também os ratos que circulam no submundo da política, da corrupção e da roubalheira do dinheiro público.

    Em que pese a solução de uma arena para 20 mil na Ilha do Governador ser uma ideia positiva, o Flamengo não pode desistir do Maracanã! Tanto a mística do (ex) maior do mundo quanto a do manto rubro-negro estão intimamente ligadas.

    O Flamengo tem que utilizar sua força.

    Quarenta milhões de torcedores transformados em pressão política é algo que só nós podemos ter. Além disso, segundo alguns dirigentes, o Fla é responsável por aproximadamente 70% da viabilidade do estádio. Isto significa que o Maracanã sem o Flamengo é inviável.

    Temos que ir com tudo para cima! É preciso desenhar um arranjo que nos permita administrar o estádio, não existe a hipótese de que não é viável. Aquilo é patrimônio público, foi nosso dinheiro que construiu e o reformou sei lá quantas vezes. Não podemos ignorar isso!

    Com alguma inteligência e pondo de lado interesses sombrios, é óbvio que há solução para o Maraca, e ela tem nome: Flamengo!

    Transparência no dos outros é refresco

    O período de recesso que vem chegando ao fim nos revelou uma nova prática jornalista. A preocupação exacerbada com as finanças alheias. Talvez, a postura adotada de fazer as coisas “no sapatinho”, sanar dívidas e conduzir de forma responsável as finanças do clube, desde 2013, esteja deixando nossos colegas jornalistas um tanto quanto desestabilizados, sobretudo na terra da garoa.

    A falta de assuntos especulativos e polêmicos vinculados ao Mais Querido levou alguns colegas a questionar a fonte dos recursos rubro-negros para fazer contratações e reforçar seu elenco para 2017. Depois de quatro anos de ajustes e responsabilidade e com os maiores patrocínios do país, de onde poderá vir o dinheiro do Fla? Vai entender né?! Vamos ter que desenhar…

    Mas o que me chamou a atenção nessa semana, foi a divulgação da dívida pessoal de um grande rubro-negro, que embora suscite sentimentos de amor e ódio entre os amantes do futebol, possui uma importância enorme para a história do esporte brasileiro na TV – Galvão Bueno. Não é que, na falta do que dizer, os jornalistas esportivos resolveram comentar a dívida de Galvão. Um jornalista chegou a quase exigir transparência das finanças pessoais dele só porque ele pede transparência da CBF…

    É sério isso?! Realmente, é cada dia um 7 a 1 diferente…

    Drogba

    Não é que o time de maior torcida regional do país está tentando recriar o “efeito Fenômeno”. A ideia é contratar Drogba para criar um efeito de marketing que alavanque o clube como foi feito há alguns anos atrás no início da caminhada que levaria ao título mundial conquistado graças ao atual camisa nove Rubro-Negro.

    No entanto, há questões importantes a se levantar no atual quadro: primeiro, o momento do país não é o mesmo. Não há tanto dinheiro circulando e nem a euforia de alguns anos atrás. O consumo da marca do clube será certamente menor do que naqueles tempos; segundo, embora Drogba seja um grande jogador, não representa nem de perto, nem de longe, o que Ronaldo representou para o futebol mundial. Não se equipara no talento, nem (e sobretudo) nos contatos e negócios capazes de alavancar, é reconhecido o oportunismo do fenômeno dentro e fora das quatro linhas.

    Se a contratação se concretizar será um bom “case” a ser observado e ajudará a definir movimentações deste tipo no mercado da bola.

    Vamos ficar de olho!

    Uma recepção digna de um Rubro-Negro

    No último dia 9 retornei de uma viagem ao exterior com a família e pela primeira vez tive uma recepção digna no aeroporto. Uma massa de rubro negros estava a nossa espera entoando as mais belas músicas ouvidas nos jogos do Flamengo. Finalmente uma recepção digna na minha cidade!

    Fui para os braços da galera com minha filha pequena!

    –Está vendo filhota, o Flamengo é assim! Meeengooo!

    –Ohhh!

    Logo em seguida, fiquei sabendo que a recepção era para o Conca (boa sorte para ele!).

    Mas e daí? Quem precisa saber?

    –Filhota, só um rubro-negro é recebido assim quando chega em casa! O que você acha?

    –Papai, Meeengooo!

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.