NA WEB
    Google+

    Mantenham a calma

    Por em janeiro 30, 2017

    Se no meu texto da semana passada, pedi calma aos torcedores mais exaltados diante das derrotas, ambas por 2 a 1, para Vila Nova e Serra Macaense, agora peço aos mais otimistas o seguinte: nada de euforia exagerada. A goleada sobre o Boavista (4 a 1), no último sábado (28), na Arena das Dunas, em Natal (RN), pela primeira rodada da Taça Guanabara, foi importante para espantar a desconfiança pós amistosos, mas, na minha opinião, ainda insuficiente para afirmar aonde podemos chegar na temporada. Não estou dizendo que o time jogou mal, pelo contrário, mostrou boas triangulações, e uma nítida evolução física e técnica em relação às partidas anteriores. A ausência de alguns jogadores “forçou” o técnico Zé Ricardo a testar variações que podem ser úteis ao longo de um ano cheio de competições.

    TRAUCO

    Promissora a estreia oficial do lateral-esquerdo peruano. Com duas assistências e um gol, ele foi um dos destaques da partida. Minha única critica em relação a esse primeiro jogo, é que o seu posicionamento nas bolas aéreas, devido à sua baixa estatura (1,75m), precisa ser muito bem treinado. Porém, é só o começo, vamos aguardar.

    GUERRERO

    Com dois gols e boa movimentação diante do Boavista, acho que, finalmente, esse vai ser O ANO do Guerrero com o Manto Sagrado. Aposto, em, pelo menos, 30 gols na temporada; lembrando que em 2016 foram, apenas, 18 em 43 jogos pelo Flamengo.

    MANCUELLO

    O argentino tem se esforçado para fazer a função de lado de campo, mas, volto a repetir, não tem essa característica. Contra o Boavista jogou o primeiro tempo pela direita, e quase todo o segundo pela esquerda, mas a assistência para o gol do Trauco veio em jogada pelo meio, aonde se sente mais à vontade.

    ADRYAN

    Teve a sua oportunidade de começar jogando, no lugar do Éverton, que não foi a campo por causa de uma indisposição estomacal, e, mais uma vez, não correspondeu. Saiu cansado, aos 14 minutos da segunda etapa, dando lugar ao lateral-direito Rodinei, que com apenas um minuto em campo, aos 15, fez mais do que ele em quase 60, cruzou na cabeça de Guerrero, que marcou o terceiro da goleada. Com as ausências de Gabriel, aprimorando a forma física, e Marcelo Cirino, liberado para negociar sua possível ida para o Internacional, a entrada de Rodinei um pouco mais adiantado se mostrou uma boa opção.

    CONVOCADOS

    Dos jogadores rubro-negros convocados na vitória (1 a 0) da Seleção Brasileira sobre a Colômbia, na última quarta-feira (25), William Arão foi quem teve o pior desempenho, diante do Boavista, errando passes simples e jogadas fáceis. Alex Muralha fez duas boas defesas, uma em cada tempo, e Diego, como sempre, mostrou seu bom futebol, premiado com um gol no final da partida. Por falar em convocação, precisamos de um goleiro e um lateral-esquerdo mais experientes nas ausências de Muralha e Trauco.

    EM TEMPO

    Márcio Araújo começou no banco de reservas! Motivo para comemorar!? Melhor aguardar o próximo jogo.

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.