Google+

Flamengo e o Ilusionismo Rubro-Negro

Por em fevereiro 5, 2017

Desde 2011 o Flamengo não começava tão bem um ano como este que estamos vivendo pra ver. Mesmo após duas derrotas, que nada quiseram dizer, nos amistosos que precederam a temporada, quando a bola rolou à vera, o que vimos foi só passeio, chuva de gols e um futebol que começa a gerar na magnética o chamado ilusionismo.

Com menos de um mês de temporada rolando, Zé Ricardo dá sinais de inspiração à lá Houdini. Seu time demonstra um entrosamento muito bom fazendo com que, nomes que até então eram considerados cartas fora do baralho mágico, figurem entre os melhores da partida.

É fato que o Ferjão não é um campeonato com parâmetros elevados, mas a tradição e o recente histórico tem lá o seu valor. É surrealmente sabido também que o Cariocão não vem lá tendo muita credibilidade e é justamente sobre este ponto que nosso ilusionista Zé Ricardo Houdini não deve vacilar.

A rodada começou sobre forte desconfiança depois de um gol validado para o faísca já nos acréscimos. O bandeira e seu auxiliar parecem terem sido iludidos por Robert-Houdin e não viram a bola sair quase meio metro. Esses ilusionistas tem mesmo o dom de entreter e eu já quero logo ver qual será o final deste espetáculo.

Zé Ricardo Houdini precisa se proteger dos golpes baixos da federação inimiga e cuidar para não terminar como o famoso Houdini. Venham todos, os palcos ainda estão pequenos mas a temporada promete muito entretenimento.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.