NA WEB
    Google+

    Que noite do Flamengo

    Por em março 9, 2017

    Que noite do Flamengo! Já estou querendo mais do que vivemos no Maracanã nessa quarta! A magnética entendeu de cara o espírito de Simon Bolívar e estabeleceu uma sintonia imediata com o time. Mosaico lindo e bola rolando.

    Aí veio a parte da festa que não foi tão legal. Usando Rever e, principalmente, Vaz para forçar a saída de bola em lançamentos longos, o time mostrou lentidão e previsibilidade. Foi de se estranhar a ausência de opção na meiúca, já que Romulo, teoricamente, foi contratado para ser mais um a dividir essa função, mas passou o jogo devolvendo bola aos zagueiros. O gramado, em recuperação, não ajudou, assim como o apitador, que deixou claro que Libertadores é contra tudo e contra todos.

    Espero que esteja tudo bem com Mancuello, mas a história do jogo começou a mudar com a entrada de Berrio! O lateral argentino deve ter tido pesadelos essa noite! O colombiano está pedindo passagem e não deve demorar a alinhar nos onze iniciais.

    Depois que o espírito de Zico iluminou Diego, a porteira se abriu de um forma tão escancarada que nem o penal perdido por Guerrero, um dos melhores em campo, fez falta. Mogli, o Gabriel-Lobo, inspirado por Julio Cesar Uri Geller, acabou de bagunçar o coreto hermano. Além de sofrer o penal perdido, depois, resolveu sozinho; acertou o ângulo do goleiro estraga-prazeres deles.
    Isso aqui é Flamengo!

    Em uma tacada só, o Flamengo estreou com vitória, religou a energia, irrigou a grama e mostrou que o que estava estimado em R$30 milhões pela burocracia pública, pode ser feito por muito menos. O Maraca só precisa de carinho, e ninguém ama mais o Maraca que o Flamengo. Nascemos um para o outro. Só o Governo do Estado ainda não se tocou que está atrapalhando o casalzinho. Ontem, driblamos as dificuldades e tivemos uma noite de amor.

    One Comment

    1. Rodrigo

      9 de março de 2017 at 15:42

      O maraca é nosso!

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.