NA WEB
    Google+

    Flamengo dominante

    Por em maio 1, 2017
    flamengo

    Perdendo ou ganhando, o que temos visto nos últimos jogos do Mais Querido é, sem dúvida alguma, um time que domina seus adversários na maior parte dos 90 minutos, com mais posse de bola, e com um número superior de finalizações. Foi assim, pelo menos, nos últimos três confrontos, contra Botafogo, Atlético (PR) e Fluminense.

    O que ainda se pode questionar, são algumas escolhas do técnico Zé Ricardo, mesmo levando em consideração os desfalques por suspensões e contusões. Por exemplo, por que ele insiste em montar o banco de reservas com o Leandro Damião, deixando de fora o Felipe Vizeu?

    flamengo

    Será que o nosso jovem artilheiro teria perdido as chances que o Damião desperdiçou diante do Atlético (PR)? Não posso afirmar, mas o resultado poderia ter sido outro. Não teríamos amargado uma derrota em que, mesmo jogando fora de casa, e sem Éverton e Diego, fomos melhores, mas menos eficientes que o adversário.

    É aquela velha história, um time que almeja coisa grande na temporada, principalmente títulos, tem que matar os jogos quando tem a oportunidade. E essa, é uma opinião não só compartilhada por vários rubro-negros com quem conversei, mas também citada pelo técnico do Fluminense, Abel Braga, em entrevista após a vitória do Flamengo (1 a 0), na primeira partida da final do Campeonato Carioca, neste domingo (30), no Maracanã.

    “Em um confronto de 180 minutos, quando pode matar, tem que matar. O Fla poderia ter matado o título em 45 minutos e não o fez. Poderia estar dizendo que a final está decidida, mas eles não decidiram”, afirmou o treinador tricolor.

    Alguém discorda?

    LIBERTADORES

    Mesmo com a derrota (2 a 1) para o Atlético (PR), na última quarta-feira (26), na Arena da Baixada, o Mais Querido pode conquistar a vaga para as oitavas de final da Libertadores, com uma rodada de antecedência. Para isso, basta vencer a Universidad Católica, do Chile, na próxima quarta-feira (03), no Maracanã (com certeza, lotado pela Nação), e torcer para que os argentinos do San Lorenzo não derrotem o rubro-negro paranaense, na mesma data e horário, em Curitiba.

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.