Google+

Hexa na Raça

Por em Janeiro 8, 2018

O Flamengo começou ano de 2009 alimentando uma certa dose de esperança em toda a Nação Rubro Negra. Afinal de contas, o time havia tido duas boas participações nas duas últimas edições do Campeonato Brasileiro. Participações essas, que renderam a quinta colocação na edição de 2008 e a terceira colocação em 2007.

Entretanto, o clube da Gávea estava atolado em dívidas. A agremiação vivia um caos financeiro. Cenário esse, que não era algo inesperado. Pois o clube já sofria (e sofre até hoje) com muitos desses problemas.

Basta acessar matérias de jornais, revistas e internet, que você encontrará detalhes de como o Flamengo se atolou nesse caos financeiro. Aliás, cenário que não é muito difícil de se entender. Seja você torcedor(a) do Flamengo ou não.

Tal crise financeira se arrasta há muitos anos. E esse caos foi passando de gestão para gestão. E em meio a toda essa situação, dificilmente uma organização (seja ela privada ou não), consegue obter êxito ano após ano.

E no meio desse caos, o Flamengo começou o Campeonato Carioca em busca de mais um tricampeonato.

Porém, a participação do Mais Querido durante a disputa da Taça Guanabara foi horrorosa. O time foi eliminado na semifinal pelo Resende. Um time com um investimento muito inferior ao seu. E esse fato aconteceu em pleno Sábado de Carnaval (sim, eu me lembro muito bem dessa derrota. Afinal de contas, nesse dia eu estava lá no Maracanã).

A única saída para conquistar o Estadual, era vencer a Taça Rio para posteriormente, disputar a finalíssima do campeonato.

E assim foi feito. O Flamengo conquistou a Taça Rio e também a final do Estadual (ambas em cima do Botafogo). E dessa forma, o clube conquistou a taça de campeão carioca de 2009. E de quebra, ainda ganhou a terceira final de campeonato Estadual consecutiva em cima do rival.

Para assistir aos melhores momentos do segundo jogo da final do campeonato Estadual de 2009, clique aqui.

Na edição da Copa do Brasil daquele ano, o Flamengo foi eliminado nas Quartas de final, no qual sofreu um gol praticamente no fim da partida contra o Internacional. Ou seja, alegria da torcida teria que vir através do Campeonato Brasileiro.

Portanto, falemos a partir de agora, apenas desse inesquecível campeonato:

Durante a disputa do Campeonato Brasileiro daquele ano, o Flamengo sofreu mudanças importantes em seu elenco. Nomes como Adriano Imperador e Petkovic, se tornaram jogadores do clube. E fora das quatro linhas, o ídolo Andrade foi efetivado como técnico da equipe após a saída de Cuca.

Após um primeiro turno muito irregular (inclusive sofrendo algumas goleadas fora de casa), o time Rubro Negro teria que jogar muita bola durante o segundo turno, caso quisesse ser campeão.

E surpreendentemente, o Flamengo cresceu muito tecnicamente durante todo o segundo turno. Mesmo em momentos de ascensão da equipe, matemáticos apontaram que o clube da Gávea teria apenas 1% de chances de conquistar a taça do Brasileirão.

O Mais Querido liderado por Petkovic e Adriano, obteve vitórias muito expressivas durante o returno. Além de ganhar de Fluminense e Botafogo, o time da Gávea conseguiu vitórias importantes contra adversários postulantes ao título daquele ano. Jogos esses disputados contra o São Paulo, Atlético Mineiro e Palmeiras.

Ao término da penúltima rodada, o Flamengo alcançou a primeira colocação do campeonato ao derrotar o Corinthians fora de casa. E enfim, a taça estava mais perto do que nunca.

Na última rodada, o Flamengo entrou em campo contra o Grêmio, em um Maracanã completamente lotado. O Brasil inteiro estava concentrado para presenciar o que aconteceria naquele jogo.

Em uma situação atípica, vários times poderiam ser campeões Brasileiros naquele ano. Tudo dependia da combinação de resultados da última rodada. Ou seja, o campeonato ganharia contornos dramáticos até o apito final de todos os jogos.

O Flamengo diante de sua torcida não tinha como jogar na retranca. Precisava ir para o ataque.

Após um início de muita tensão, o Flamengo tomou um gol. O time sentiu e a torcida também. O clube da Gávea precisava agora de no mínimo dois gols. Haja coração!

Ainda no primeiro tempo, o time empatou com um gol do zagueiro David Braz. E esse resultado se prolongou até o final do primeiro tempo.

Ao voltar para o segundo tempo, era tudo ou nada. O Flamengo tinha que fazer o resultado que lhe interessava. Pois alguns de seus concorrentes pelo título estavam fazendo a sua parte dentro de campo.

E eis que ao 24 do segundo tempo, o momento tão aguardado durante 17 anos de espera, aconteceu…

Em uma cobrança de escanteio batida pelo lado esquerdo do ataque do Flamengo, Petkovic lança a bola para a área e o zagueiro Ronaldo Angelim que havia sofrido uma contusão séria meses antes, sobe no meio da zaga e cabeceia e… PUTA QUE PARIU!!!! É GOL DO FLAMENGOOOO!!!!

O Brasil vai a loucura. Pessoas choram de emoção do Norte ao Sul do Brasil. O Flamengo estava a poucos minutos de ser campeão Brasileiro depois de 17 anos.

Daí em diante foi um misto de alegria e nervosismo. Uma geração inteira ainda não tinha visto o Flamengo ser Campeão Brasileiro.

Após o apito final, a torcida explodiu de emoção. Após tantos anos, o Flamengo era campeão Brasileiro outra vez. E dessa vez o título veio de forma avassaladora. O Hexa foi conquistado literalmente na Raça.

Além de uma campanha surpreendente no segundo turno, o Flamengo conquistou 5 vitórias e um empate nos últimos seis jogos do returno. Ou seja, um aproveitamento de 16 pontos em 18 disputados! Que sprint final espetacular!

Após esse título, a torcida criou o seguinte slogan para essa conquista:

HEXA NA RAÇA

Para assistir aos gols dessa final, clique aqui.

Saudações Rubro Negras.

** Quer sugerir um tema? Então me siga no Twitter @thiagocsc e deixe a sua sugestão, crítica ou elogio.

2 Comments

  1. Silvio

    8 de Janeiro de 2018 at 17:44

    Para o flamengo de 2017 ser campeão faltou uma pequena dose de raça do segundo turno do flamengo de 2009.se tivesse apenas 10% dessa raça seríamos campeões.deixou o corintias que teve mais raça ganhar.o que não se pode repetir esse ano. Sem essa de cheirinho,cheirinho é pra vice.

    • Silvio

      8 de Janeiro de 2018 at 17:46

      Ok

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *