Google+

Flamengo, honre a tua Nação!

Por em janeiro 15, 2018
flamengo

O ano de 2018 chegou. E com ele, vieram os novos desafios. Apesar de ano sim e outro também, as competições serem sempre as mesmas, o Flamengo têm o dever de estar sempre no topo mais alto da tabela. Para ser mais preciso, têm de estar sempre na primeira colocação.

É óbvio que é praticamente impossível um clube ganhar todas as competições que disputa ano após ano. Isso serve para o Flamengo ou para qualquer outro time de futebol.

Entretanto, no caso do Flamengo, o clube tem o dever moral de disputar de forma digna e honrosa todos os campeonatos. E quando eu digo de maneira honrosa, não digo apenas pagar boletos e praticar o Fair Play dentro de campo… e sim: ter uma gestão profissional de futebol com métricas a altura da grandeza do Flamengo. Aliás, já que o clube possui cargos não remunerados, as métricas e a meritocracia também se fazem necessária também para esses cargos. Até porque, como diz o ditado: a tropa é o espelho do seu comandante.

flamengo

Bom, apesar dos jogadores terem sido aplaudidos porque simplesmente se reapresentaram no dia e horário estipulado pelos seus chefes para que possam realizar a pré-temporada de 2018, torçamos para que esse “causo” não seja a diretriz de comando para esse ano. Até porque, de bizarrices como essas… o ano de 2017 foi repleto dessas pérolas como essa. E por conta de situações assim , todos nós vimos qual foi o saldo final da temporada do futebol do clube ao chegarmos no mês de Dezembro.

Chegamos em três finais de campeonato e perdemos duas. Se analisarmos de forma fria como alguns jogadores e alguns dirigentes fizeram… chegaremos a conclusão de que o ano de 2017 foi bom.

Ok, respeito a opinião alheia. Porém independentemente de ganhar ou perder… o mais importante na minha opinião, não é analisar de forma fria “se ganhou ou se perdeu“. Penso que o mais importante é analisar como você ganhou e como você perdeu. Pois só assim, podemos enxergar o que devemos manter e em que pontos devemos melhorar para os nossos próximos objetivos.

Apesar deles, eu sempre estarei esperançoso. Afinal de contas, eu sou Flamengo. Logo, eu quero ver sempre o Manto Rubro Negro sendo envergado com honra, competência e suor. E esses adjetivos servem para jogadores e dirigentes.

Como diz o grande Ronaldo Angelim:

      “A minha única vaidade é ver o Flamengo vencer.”

Faço dessas palavras maravilhosas, as minhas também.

A cobrança propositiva irá continuar. E espero que os responsáveis pelo sucesso do futebol (dentro e fora de campo), não utilizem a desculpa de que 2018 é ano político no Flamengo, e que por isso a cobrança por um futebol de excelência é desmedida. 

O futebol do Flamengo precisa ser honrados todos anos. Hoje e sempre.

Portanto, já aviso com antecedência, que desculpas como essa, comigo não irá colar. E humildemente, acredito que com toda a Nação Rubro Negra, esse clichê barato também não será aceito

Honrem o Manto Rubro-negra  Negro. Até porquê, a torcida do Flamengo está de sempre de olho.

Saudações Rubro Negras.

** Quer sugerir um tema? Então me siga no Twitter @thiagocsc e deixe a sua sugestão, crítica ou elogio.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.