Google+

Flamengo faz o básico e não precisa de grande exibição pra vencer do Botafogo

Por em março 4, 2018

Muitos comentários reclamando do lado de cá, e outros tantos festejando do lado de lá. O motivo citado: O Botafogo jogou melhor que o Flamengo durante boa parte do Clássico disputado no Engenhão. Como se a gente precisasse fazer uma boa exibição pra ganhar da turma do chororô.

Em gol marcado por duas irregularidades, um leve impedimento do Rhodolfo sendo o menos grave e uma cobrança covarde feita com a mão pelo Diego a ser destacada como constrangedora, o Flamengo despertou em alguns a esperança de aplicar a goleada que ficamos devendo na semifinal da Taça Guanabara, quando ali sim, o nosso desempenho foi estrondoso e merecia um placar mais elástico.

Contudo o Flamengo, não é de hoje, parece não ter muito gosto em marcar um excesso de gols. Após a abertura precoce de placar, a tônica do jogo mais uma vez, sei lá se por falta de capacidade de mostrar mais ou por se conformar com pouco, foi burocratizar o futebol e ficar por ali fazendo o mínimo possível para ser feliz. Como o adversário era o Botafogo, não precisava mesmo muita coisa e foi só deixar o tempo passar e botar o Diego Alves pra treinar pesado fechando o gol quando solicitado.

A arbitragem foi calamitosa com erros para os dois lados. O Botafogo deveria ser grato a isso. Como o new mundo chato fez com que a nossa diretoria claramente orientasse nosso atletas a não repetirem o adequado bullying do chororô, nada como um erro aqui e outro acolá para poder justificar as costumeiras lágrimas que jorram de fonte eterna em General Severiano.

Cabem aqui parênteses na questão New Mundo Chato. Mauricinho (nome apropriado), técnico da molecada do sub-20, deu esporro nos garotos por causa do chororô e pensa em “punição severa” aos envolvidos, dizendo que “a rivalidade tem que ser sadia”. Diante disso, só resta mesmo nos conformar. Perdemos mais essa. A nutellice e a falta de humor já começaram a ser doutrinadas nas mais tenras idades. Em mais uma década isso chega à arquibancada e será sinal de desrespeito comemorar gols e títulos.

Ninguém aqui no Boteco vai tapar o sol com a peneira, o que parece ser uma especialidade do Carpegiani. Não tem como saber se vai vingar ou não até o fim da temporada, mas que as entrevistas são de dar pena, lá isso são. O Flamengo realmente precisa mostrar muito mais do que vem mostrando. Nem todo campeonato é o Carioqueta, nem todo adversário é o Botafogo. Pelo olhar do técnico as cobranças são exageradas e “nem sempre é possível ser tão exuberante”. Essa eu nem vou comentar.

Na apresentação marromenos salvaram-se de verdade o Paquetá, como de hábito, e o Diego Alves que fez grandes defesas, o que é excelente pra poder mostrar confiança após o desempenho questionável diante do River. No mais… O ataque não funcionou e o meio campo pouco criou. Há grande possibilidade de o primeiro ser decorrência do segundo.

De qualquer forma demos um passo importante para garantir vaga na semifinal da Taça Rio. Nenhum Clássico nas últimas rodadas do returno e, convenhamos, dá pra ter um desempenho até mais discreto que o de ontem pra passar por cima da nanicada.

Bora torcer.

Isso aqui é Flamengo.

PETISCOS

. MOMENTO TRICOLOR. Os tapinhas que o cara lá deu no Vinícius Jr foram de uma delicadeza ímpar.

. ADEQUAÇÃO. Não tem aquela clássica frase “vai procurar alguém do teu tamanho”? Pois é… O Botafogo tava tentando fazer isso ao transformar um garoto de 17 anos em inimigo público número 1. Por falta de inteligência, escolheu logo um maior que o clube.

. FAIXA ETÁRIA. Teve gente surpresa com o fato da agressora do Vinícius ser uma senhorinha. Só parar e pensar: quantos torcedores do Botafogo “dimenor” você conhece? A Instituição está rumando pro fim. A faixa é essa mesmo.

. GESTO HUMANITÁRIO. A arbitragem foi uma droga mesmo. Agora… A expulsão do Vinícius Jr veio em lance que dá pra interpretar tanto para um lado quanto para o outro. Porém… Porém… Vocês já pensaram que o juizão pode ter feito isso para evitar humilhações maiores pro lado de lá? Reflitam antes de julgar.

. CONVIDADO INDIGESTO. Ganhamos os dois jogos, fizemos chororô na preliminar, comemoramos conquista da Taça GB, expomos uma senhorinha a uma situação que pode dar até cadeia, e ainda avançamos negociações para poder dar utilidade de verdade ao Engenhão. Somos uns mulambos bem deselegantes mesmo.

MESA DA ARCOIRIZADA

. TORCENDO COM O INIMIGO. Com o Vasco jogando em Cariacica, aposto em pelo menos 15 % do público presente de rubro-negros. Afinal, os de lá raras vezes terão oportunidade de rir assim tão de pertinho.

. DIAGNÓSTICO LETAL. Valentim disse que falta “solidez defensiva, criar mais e fazer mais gols”. Ou seja, tudo.

. PIADA PRONTA. fluminenCe estuda voltar ao Maraca e planeja abrir só o anel inferior. Sem comentários.

Colem nas redes, Urubus, UruBoas e Antis

https://twitter.com/sorinmercio

https://www.facebook.com/mercio.querido

https://www.facebook.com/BotecoDoFlamengo/

https://www.youtube.com/botecodoflamengo

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.