Google+

Bola parada e empenho pela metade dão vitória ao Flamengo

Por em março 8, 2018

Seguem os nossos jogos-treino de caráter oficial pra tentar azeitar esse time para as disputas de verdade de 2018, ou seja, todas as outras competições que não são o Carioqueta.

Na noite de ontem voltamos a ter as mesmas dificuldades na etapa inicial que tivemos na decisão da Taça Guanabara, com a diferença de que o Boavista dessa vez tinha nada mais nada menos que cinco desfalques. Fragilidade do adversário e pós-plus-fragilidade com a ausência de quase meio time titular devem ser levados muito em consideração.

De encher os olhos (e também de esperanças o coração) a eficiência nas cobranças das duas faltas, o que no final das contas acabou determinando a vitória tranqüila.

Olhando a entrevista do Carpegiani dá pra entender por que resolvemos a partida… E também dá pra ficar muito confuso com o motivo da demora em matar o confronto. A declaração “aceleramos o jogo” (na segunda etapa) deixa nosotros com a pulga atrás da orelha e refletindo: AFINAL DE CONTAS, POR QUE SÓ NO SEGUNDO TEMPO?

Ontem a zaga funcionou sem funcionar. O Boavista pouco atacou e teve um punhado de duas ou três finalizações, sendo que só uma deu algum tipo de trabalho para o Capitão Júlio César. O meio-campo mais uma vez só funcionou quando decidiu correr, e aí sim criou inúmeros lances de perigo que acabaram trazendo a vitória. Daí a gente faz uma viagem sem o menor pingo de nostalgia até 2017, quando muitos textos de pós-jogo indagaram os motivos de o Flamengo achar que a regra-relógio do futebol tinha mudado de 90 para 45 minutos.

Sessão benevolência. Mais uma vez em detrimento da fragilidade do adversário, achei que nossas laterais deram uma boa melhora. Lembrando também que qualquer 10% de melhora em cima de quase nada já é uma grande coisa.

A vaga para a semifinal da Taça Rio deve pintar sem sustos. Provável que enfrentemos o Macaé no sábado com um time misto. Tomara, Flaleluia e orem vocês que eu sou ateu. Time MISTO, e não um apanhado de reservas jogados para o campo de jogo com um esquema totalmente diverso do habitual que nem no FLA-flu.

Pra nosotros aqui do Boteco, completos ignorantes tático-técnico-estratégicos, era dia de botar o que desse de melhor e autorizado pela tecnologia que mede condicionamento físico e treinar mais um bocado. Mas quem somos nós pra opinar?

Bora torcer.

Isso aqui é Flamengo.

PETISCOS

. REPARTIÇÃO. Júlio César, que bom, parecia funcionário público  em texto do Nélson Rodrigues. Bateu o ponto e não precisou fazer nada pra garantir o pão nosso de cada dia.

. SUPERLATIVO. Júlio já declarou que volta para Lisboa e família assim que acabar o Carioqueta. Sabe quando você diz em casa “vou ali e já volto” e demora duas horas a mais? Pois é… Imagina fazer isso por três meses? Vai ter que caprichar na cara de cachorro que caiu da mudança e aquietar os ânimos da Suzana.

. REDUNDÂNCIA. “No primeiro tempo foi mais DIFÍCIL, devido à DIFICULDADE imposta pelo adversário”. (Carpegiani)

. TOLERÂNCIA ZERO. Ontem em VR já tinha gente cornetando o Dourado e gritando o nome do Guerrero. O nível de paciência tá tão baixo que até um cara que só pode jogar em maio virou solução repentina.

MESA DA ARCOIRIZADA

. ZR GÊNIO. Zé Ricardo elogiou bastante seus comandados, o que é um hábito arraigado já de longa data. Pouco importa e eu nem sei se os elogios são merecidos ou não. Mas criticou com toda razão o público e chamou a atenção para algo inexistente na FFERJ  e nos clubes e que pode sim melhorar um pouco o Carioqueta. Ações de marketing (Pro ano que vem. 2018 já é mais um ano perdido)

. PESCADOR DE ILUSÕES. Aguirre postou nas redes sociais que quer ser feliz no Botafogo. Na mesma hora alguém genial mandou: “Eu conto ou vocês contam?”

. ADEQUAÇÃO. Sabe aquela frase famosa que é mais ou menos assim… “Força pra mudar o que posso, paciência para aceitar o que não posso, e sabedoria para poder diferenciar as duas”? Pois é… Abel na coletiva de ontem ainda estava se lamentando pela saída do Dourado.

Colem nas redes, Urubus, UruBoas e Antis

https://twitter.com/sorinmercio

https://www.facebook.com/mercio.querido

https://www.facebook.com/BotecoDoFlamengo/

https://www.youtube.com/botecodoflamengo

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.