Google+

Flamengo muda, com mais do mesmo, e briga pelo campeonato que falta na temporada

Foi no Pelô, Axé Pelô, Axé Pelô…

Por em setembro 29, 2018

Flamengo, após a derrota para o Corinthians, que nos tirou a penúltima oportunidade de título no ano, parte para a terra de Beto Falcão e encara um Bahia com as atenções divididas entre a Sul-Americana, onde o objetivo é avançar o máximo que der pra ir faturando algum aqui e ali no caminho , e o Brasileirão, onde segue na fuga da zona da degola.

Como não dava pra demitir dirigente, os mesmos não iam admitir incompetência e jogar a toalha, também não dá pra trocar um monte de jogador de uma hora pra outra, e muito menos comprar entrega e disposição pela Internet, teve que acabar valendo a tradição tupiniquim e sobrou pro Barbieri. Os técnicos são, no futebol brasileiro, a solução e a des(solução) para todo e qualquer problema.

Do jeito que foi desenhado o processo, com a “informação” de que o Lomba forçou a barra na hora da decisão, como quase ninguém aqui é bobo, o treco ficou mais com cara de atividade eleitoral que de qualquer outra coisa. Algo do tipo… “Tá vendo aí… Tô tomando atitude… Votem em mim”.

Poético a gestão Bandeira terminar do mesmo jeito que começou na beira do campo, com Dorival no comando. Em detrimento da Certeza (com merecido “c” maiúsculo) de que, distante da relva verde, a administração foi ímpar e fundamental para o futuro do clube.

Falando de futebol… Vamos para o jogo sem os dois Diegos e também sem o Dourado e, como com o Barbieri já tava difícil antever a escalação inicial, de técnico novo que acabou de chegar e nem treinou a equipe ainda, fica impossível.

Do lado de lá… Do lado de lá… O Baêa segue na sua batalha para evitar o pior, com um mísero ponto de distância para a Chape, time que abre o Z4. O técnico e aniversariante do dia, Enderson Moreira, conta com o retorno de Lucas Fonseca e Zé Rafael, e vai sem o goleiro titular Douglas, expulso no jogo contra o Vasco. Nas últimas 5 partidas no Brasileiro apenas uma única vitória.

O contrato do Dorival é só até o fim do campeonato. Se pintar o Hepta é provável (mas não dá pra apostar, né?) que seja renovado. Daí a próxima gestão, com Lomba ou com os outros Azuis Renegadores das Origens, começa exatamente como a última na beira do campo. E o pior é que, dada a soberba de todos os envolvidos, tem toda a cara de continuar igual. Extrema competência nos gabinetes, cego em tiroteio no futebol.

Bora torcer.

Isso aqui é Flamengo.

PETISCOS

. NEM PENSAR. Parece que o Pofexô Luxa foi cogitado… E rejeitado imediatamente. Saiu daqui falando que o povo não entendia nada de futebol. Se volta já ia chegar com um cartaz de “Eu já sabia” nas mãos.

. ERA O QUE TINHA. Em enquete ainda corrente no GE, a torcida desaprova a contratação do Dorival com 66% dos votos. Mas pra assumir esse rabo de foguete, com pressão por todos os lados, por dois meses, só o Dorival mesmo.

. VAMOS OBSERVAR. Se… Se… O time entrar com uma postura diferente da burocrática que tanto nos irrita… É pra ficar contente ou ir lá e dar uma tapuda na cara de cada um?

MESA DA ARCOIRIZADA

. DEMOCRACIA CRUZMALTINA. Isso é que é um clube democrático. Toda hora tem eleição no Vasco. Tudo com fraude, mas tem.

. EI, VOCÊ AÍ… fluminenCe vai fazer uma ação para coletar dados, opiniões, e conhecer melhor o seu torcedor. Vão acabar pedindo dinheiro emprestado pra galera.

. SEM FALSIDADE. O Botafogo é o Rio na rodada. Vai Fogão.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.