Google+

Falta de pontaria rubro-negra, eficiência da zaga alviverde, e distância mantida na tabela

A má notícia é que não deu. A boa é que ainda dá

Por em outubro 28, 2018

Flamengo e Palmeiras fizeram um jogo dedicado e truncado. Até digno da disputa na parte alta da tabela. Não teve assim uma qualidade Champions League, mas também não foi uma draga nível Carioqueta.

Ainda que os paulistas tenham (corretamente) priorizado ações defensivas, coisas de quem tem a classificação de momento a seu favor, e que nós tenhamos pecado um bocado pela pontaria em alguns momentos, naqueles em que acertamos, sejamos justos, o goleiro dos caras fez muito bem o seu trabalho.

Fora isso, mais mérito do outro lado, tinha hora que parecia ter um escudo protetor naquela bagaça, tamanha a quantidade de bolas que explodiam na zaga, gerando 15 escanteios a nosso favor.

Sem essa de crucificar o Paquetá. Era uma bola decisiva? Sem dúvida. Parecia fácil? Também. Mas daí que futebol é assim mesmo. O Inacreditável Futebol Clube existe por causa disso. E o garoto já decidiu outros tantos jogos em lances que não pareciam óbvios, e alguns até em momentos improváveis resolvidos com talento. Acontece. Tanto acontece que aconteceu.

Um grande ponto positivo foi não ter rolado nem resquício da irritante nutellização após o gol dos caras. Nosso Flamengo caiu pra dentro em busca do resultado.

Se… Se… Não acabar rolando a taça no final, de forma alguma poderemos creditar a esse empate com o atual líder do campeonato, que aliás repete o placar do embate entre as duas equipes no primeiro turno. Todos sabemos muito bem quais foram nossos pecados ao longo da disputa.

Bem… Próxima rodada eles têm Clássico, ainda jogam com povo de fuga do Z4 mais adiante e por aí vai. O lance é, já que derrapamos várias vezes no decorrer, ir fazendo nossa parte e ver como termina.

Eh… Não sei se é cedo pra isso… Mas… Se o time continuar nessa pegada, não seria interessante tudo isso já ser o início de um trabalho com a manutenção do Dorival?

Bora torcer.

Isso aqui é Flamengo.

PETISCOS

. ISPEÇIALISTAS. Fora a idiotice dos analistas de tabela, que decidem quando ela sai, quem está sendo favorecido ou prejudicado, já que é todo mundo contra todo mundo em turno e returno, o Sport vencendo o Grêmio reserva em Porto Alegre ainda levanta a questão do imprevisível por conta do envolvimento em outras competições.

. MEA CULPA. Diego Alves ter ido ao jogo é bola dentro no quesito… Bora esquecer essa bagaça e seguir o trabalho.

. ALELUIA. E Marlos Moreno, enfim, quebra a pequena má fase de dois anos e alguns meses sem balançar as redes. Seria um sinal?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.