Google+

Flamengo e Sport se enfrentam. Cada um com a sua cruz

Flamengo e Sport, campeões inquestionáveis das séries A e B de 1987, respectivamente, se enfrentam na tarde desse domingo na Ilha do Retiro

Por em novembro 18, 2018

Nossa cruz, apesar de construída com madeira de frustração, é até leve: Carimbar cada vez mais nosso passaporte para a Fase de Grupos da Libertadores em 2019. Eh… Rolam umas matérias aqui e acolá falando sobre supostas chances matemáticas na luta pelo título, alcançar o Palmeiras, e outras improbabilidades do tipo, mas deixa isso pra lá. Não é porque já estamos sob o clima dos festejos natalinos que vamos passar a acreditar em Coelhinho da Páscoa.

A cruz do outro lado, totalmente adequada ao tamanho e tradições do adversário de hoje, é bem mais pesada, apesar de não ser exatamente uma novidade na Ilha da Fantasia: tentar escapar da Segundona… Pra ter o privilégio de continuar tentando a mesma coisa na próxima temporada.

Vamos sem Pará, Rodinei, Diego e Uribe. Sendo que três dos quatro não fazem tanta diferença assim. A meiúca volta a ser composta por Arão e Cuéllar, contando ainda com o retorno do cada vez mais distante e europeu menino Paquetá.

Na lateral… Bem… Na lateral a lógica indicaria o aproveitamento do Klebinho que, dadas as fragilidades dos dois semi-titulares (dá pra falar assim, né?), pode muito bem se achar no direito de pedir passagem e fazer o Enem durante o Carioqueta. Mas… Mas… Mas… Ouvimos falar aqui no Boteco, à boca miúda, que uma inovação maluca qualquer envolvendo o nome do Rhodolfo pode pintar. Daí, só esperando pra ver. Orem vocês que eu sou ateu.

Outra novidade (Zzzzzzzzzz…) é a saída de Uribe com desgaste muscular (???!!!) (deve ser atrofia por falta de uso) e o retorno de Henrique Dourado. O popular e insosso seis por meia dúzia.

Do lado de lá… Do lado de lá… A situação deve estar bem periclitante mesmo. Apesar das três vitórias e dois empates nas últimas cinco rodadas, o que, contando com a colaboração da rabeira de tabela mais baba da história dos pontos corridos, são resultados que devem acabar livrando o Xipó do rebaixamento, ouvimos falar aqui pelas mesas que o GABRIEL VEM SENDO DESTAQUE DO TIME. Pelos Deuses do Futebol… O Gabriel???!!! Mal posso esperar pra saber quem é o pior. A única dúvida de Milton Mendes para a partida é se Sander (que nem eu nem você temos a mínima ideia de quem seja) terá condições de jogo, pois ainda se recupera de uma lesão.

Não é segredo nenhum que ficamos fora da disputa muito por causa de nossos desempenhos toscos contra o povo da zona menos nobre da tabela. Ceará, Chape, Vitória, América-MG, Vasco, todo mundo tirou um naco ou outro das nossas pretensões. O empate entre Grêmio e São Paulo semana passada caiu como uma luva e nenhum dos dois tem como nos alcançar na rodada.

Exagero nenhum dizer um “sou mais a gente”. Assim como não é pessimismo nenhum deixar pra comemorar depois do jogo. Recife é quente pacarái, e daí nossa nutellada, produto que não lida muito bem com o calor, pode muito bem amolecer outra vez.

Bora torcer.

Isso aqui é Flamengo.

PETISCOS

. NEM LÁ NEM CÁ. Sejamos justos. Se deixamos vários pontos pelo caminho ao cruzar com os Z4… Deixamos também outros tantos contra o povo da parte alta. Quatro contra o Palmeiras, três contra o Inter, três contra o Grêmio e cinco contra o São Paulo. Olhando assim já tô achando nossa posição um mistério matemático.

. ATÉ TU, BRUTUS? O Vice-presidente Geral do Bandeira, Maurício Gomes, se afastou do cargo… Pra fazer campanha pro Landim. Que faaaaaaase vive o EBM…

. SEM VETO. Apesar de nos pertencer, não há cláusula no contrato proibindo Gabriel de jogar contra o Flamengo. Ninguém comentou, mas se bobear tem uma obrigando a presença do craque.

. INIMIGO CAMARADA. Não é segredo que o povo da Ilha da Fantasia não vai com a nossa cara. Afinal, somos a dura realidade no caminho das mentiras que contam para seus filhos e netos sobre 87. Apesar disso, ingressos para o setor visitante custando 10 pratas. Legal isso aí.

MESA DA ARCOIRIZADA

. DERROTA QUE AJUDA. Vasco perdeu outra… Mas com o nível dos rivais abaixo na fuga do Z4, já dá pra dizer que rodada após rodada o Vice soma menos três pontos na tabela.

. R$ 1,99. No Engenhão, contra o Inter, seguem os preços camaradas com alguns setores valendo R$ 2,50. Na saída do estádio semana passada, um rubro-negro acenava para os alvinegros com uma nota de dez e gritava: “Aqui.. Dá pra comprar o pacote pra temporada inteira”.

. DEVO, NÃO NEGO. No vestiário do Alianz, após a derrota para o Palmeiras, na falta de outra desculpa, os jogadores do fluminenCe queriam saber da grana em atraso (dois de salário e cinco de direito de imagem). Por coincidência, Pedro Abad e Fabiano Camargo (Vice de Futebol) não deram as caras por lá.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.