Google+

Flórida Rubro Negra

Por em janeiro 14, 2019

Era para ser apenas um torneio de pré-temporada. Porém… em qualquer disputa que tenha o Clube de Regatas do Flamengo como partícipe, nunca será apenas futebol.

Em 2019, presenciamos de fato, como o clube Mais Querido do Brasil pode elevar o patamar de uma competição internacional que até então… pouquíssimos amantes do futebol davam o devido valor que a competição merece.

Em pouco mais de uma semana… o C.R.F demonstrou que é possível sim, fazer de uma competição de início de pré-temporada, um produto esportivo competitivo (levando-se em consideração, o calendário do futebol brasileiro).

Particularmente, sempre fui entusiasta da participação do Flamengo na Florida Cup desse ano. Pois penso que não é todo o clube que tem a chance de estar em um país que, além de possuir uma economia fortíssima, também é um local no qual tem uma vocação enorme para a realização e eventos de alto nível. E uma oportunidade como essa, o clube Mais Querido do Brasil não poderia perder.

Assistindo daqui do Brasil, foi possível perceber a forma como a torcida do Flamengo foi a anfitriã da competição. Foi perceptível que a Nação Rubro Negra fez uma festa que, em muitos momentos… parecia que o time Rubro Negro estava atuando em solo Brasileiro. Que torcida é essa???!!

No lado estratégico da coisa, não a torcida em geral não tem notícias de que a gestão do clube aproveitou esse ótimo período para firmar algum tipo de parceria com clubes da MLS e/ou os dirigentes fecharam parcerias esportivas ou parcerias a níveis estratégicos em termos de gestão. E enquanto a diretoria Rubro Negra não se posicionar publicamente quanto a realização desse tipo de trabalho, podemos assumir que nada aconteceu. E se esse cenário se confirmar mais pra frente… poderemos afirmar que foi uma tremenda bola fora dessa gestão.

No campo e bola, o time Rubro Negro teve uma atuação que no todo, deu para o gasto. Após vencer a primeira partida nos pênaltis, o Flamengo venceu a segunda partida pelo magro placar de 1xo.

Se pinçarmos os pontos relevantes desses dois jogos, veremos o seguinte:

  • Defesa batendo cabeça (especialmente na primeira partida). Um clube que já atua com defensores que se conhecem a um bom tempo, não pode ter uma atuações desse nível. Mesmo que tenha um novo jogador no elenco (Rodrigo Caio), esse tipo de atuação não se justifica.
  • Uribe no melhor estilo “eu estou aqui”. E diga-se de passagem… o cara marcou um golaço na partida de estréia. Esse tipo de atitude aparentemente demonstra o quanto a vaga de atacante titular do Flamengo será disputada em 2019.
  • Arão pra variar… completamente perdido em campo. Com todo respeito ao jogador… mas o Flamengo precisa de um volante na equipe titular. Aliás… até acho que Piris da Motta já deveria ser o titular dessa posição a muito tempo.
  • Camisa 10 vaga. Diego ainda não conseguiu provar que pode ser o líder técnico do Flamengo dentro de campo.
  • Diego Alves como titular e capitão. Isso demonstra que muito provavelmente ele será o dono da camisa 1 do Flamengo (infelizmente, ao menos pra mim) durante a temporada 2019.
  • Abel atuando com três volantes. Aliás… para quem se lembra de 2004, já sabia que isso aconteceria. Portanto, se nos dois primeiros jogos já vimos quantidade de volantes em campo, imaginem só, quando o Flamengo estiver a frente de jogos dificílimos do Brasileirão e Libertadores. Prepare Nação! Serão jogos (e escalações) com fortes emoções!!!
  • Muitos jogadores do elenco tiveram oportunidade. Isso sim é muito bom. Espero que o Abel tenha observado atentamente todos eles não só nas partidas, mas também durante os treinos e no convívio do dia a dia. Pois aquela postura apática de temporadas anteriores, não pode existir dentro de um elenco que atua dentro do maior clube do Brasil.
  • Gostei bastante do Abel ter cobrado publicamente os jogadores durante a coletiva após a conquista do título. Inclusive, o mesmo disse, que também fez essa cobrança na frente dos jogadores e dentro do vestiário. Se em temporadas passadas, Zé Ricardo parabenizava publicamente os jogadores Rubro Negros nas derrotas… essa atitude do Abel foi algo muito relevante e que não pode passar despercebido. Inclusive, o ritmo para o restante da temporada, tem que ser no mínimo, esse daí.
  • Título na bagagem. É ótimo começar a temporada conquistando um título.  E não quero saber que título é. Tem Flamengo e taça? então eu estou comemorando.

Após essa vitoriosa passagem, espero que o Flamengo entenda de uma vez por todas, que estar rotineiramente no cenário internacional é importantíssimo. Seja com ações do clube, seja com ações da sua patrocinadora de material esportivo.

Vale lembrar que: quem não é visto não é lembrado. Portanto, é necessário que o Flamengo seja lembrado no mundo todo e a todo momento.

E podem ter certeza: a Florida jamais se esquecerá da passagem do clube Mais Querido do Brasil por lá.

** Siga o autor do texto, através da seguinte conta no Twitter:@t_nascimentorj
** E aí, gostou do texto? Então deixe a sua sugestão, crítica ou elogio.
Saudações Rubro Negras.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.