flamengo torcida

Pureza das Crianças

Ah, o Carioqueta…

Campeonatinho que não vale porra nenhuma, mas vai perder para você ver… É tipo bater em bêbado, beijar mulher feia… é obrigação, mas vai lá e toma um toco…

Ontem antes mesmo de rolar a bola só pensei em Gonzaguinha… ao ver Gabigol entrar em campo sendo carregado pela molecada eu pensei:

“Eu fico com a pureza

da resposta das crianças

É a vida, é bonita

E é bonita…”

O jogo não valia nada, é verdade, mas para aquela criançada que pela primeira vez teve contato com seu “ídolo” (hein?) era final de campeonato, ali mais que nunca era “VENCER, VENCER, VENCER!”, não rolou. Cabe a nós adultos (hein?) Analisar essas peladas pré-temporada e tentar buscar daí algumas respostas ou características para o “Ano Mágico” que já tá aí.

A primeira característica que podemos ressaltar é que Abel (na minha opinião a melhor opção no mercado) continua o mesmo. Apesar de prometer que o esquema é o 4-3-3, quando você bobear ele vai meter 3 volantes. Ontem em nome do revezamento do time, não foi diferente. Começamos o jogo com Hugo Moura, Piris e Jean Lucas (um pouco mais liberado) fazendo a proteção da zaga e Arrascaeta centralizado sem a obrigação de marcar, formando um um losango na meiuca. Provavelmente ele pensou em liberar os laterais, mas claramente o time sentiu a falta de entrosamento. Podemos observar isso principalmente nas bolas aéreas, Abelão tem que ligar o sinal vermelho, pois houveram falhas com a zaga titular e reserva.

Analisando a peleja, podemos dizer que Cesar é um ótimo reserva para Diego Alves, o garoto enfim, vai mostrando confiança e em pouco tempo poderá assumir a titularidade, por enquanto ainda é cru. A dupla de zaga entre trancos e barrancos foi bem. As constantes falhas na bola aérea e o nervosismo mostrado pelos dois jovens foi claro! Contudo, Léo Duarte já é uma realidade e Dantas promete ser um grande zagueiro, firme, sério e com atitude, temos aí um projeto de Xerife.

O que falar das laterais? Podemos começar com a afirmação de sempre. Na direita, quando joga o Pará tenho saudades do Rodnei, e quando joga o “Rod” tenho saudades do Pará. Nessa não tem dúvidas é esperar chegar o Rafinha e rezar. Já na canhota temos uma outra ideia… poderíamos fundir Trauco e Renê? Quem me dera um “latera” com a responsabilidade defensiva do Renê e a facilidade de colocar a bola na área do Trauco, ontem o Peruano brincou de cruzar, poderia inclusive fazer um tutorial para seus amigos da posição.

Vamos para o meio, Abel ontem colocou 4 jogadores no meio fazendo um losango. Piris na Mota na frente da zaga, Jean Lucas na direita, Hugo Moura na esquerda e Arrascaeta livre, sem responsa na marcação. Primeiramente, alguém tem que acabar com o nome composto no futebol. Que Chatura!

Sigamos, Hugo Moura é cabeça de área de formação até tentou chegar na frente, mas, não é a dele, quem o acompanhou na Copinha, sabe que a dele é mais de primeiro volante, mas o treinador não tinha outra opção, já que emprestamos o Ronaldo. Já o Jean fez um jogo aquém do que eu espero dele, faltou alguma coisa, muita disposição, entrega, mas faltou algo. Arrascaeta por sua vez deu a mostra do que vai ser durante o ano. Não é um jogador participativo, diferente do Diego, não pega toda hora na bola, as vezes até some, mas quando pega acontece algo diferente, vide o passe para o Trauco na hora do gol, passe preciso de quem sabe muito.

No ataque Abelão optou por deixar Gabigol solto, caindo pelas pontas, com Dourado centralizado. Dourado fez um golaço e depois fez tudo igual a sempre… errou 387 matadas de bola, tropeçou na pelota 579 vezes, ou seja, seguiu o script. Para falar de Gabigol, tenho que deixar claro que assim como as crianças na música do Gonzaguinha, tenho muita esperança no garoto. Ontem, mostrou querer jogo! Apesar do posicionamento do esquema do Abel, tentou de tudo para sair com unzinho, mostrou velocidade e força, vai dar caldo com certeza.

Vou abrir um parágrafo só para falar do Vitinho. Nação, não caia na esparrela da mídia! O menino joga bola, precisa de carinho. Ontem deu azar de não sair consagrado com o gol de falta no último lance. No mano a mano não tem igual, desde a Florida Cup, ninguém acha o cara! Tá faltando calibrar a pontaria nos arremates e passe. Mas, quando acertar vai ser um dos caras mais importantes do elenco.

Cuellar Monstro.

Thiago Santos: Nada me diz que vai dar jogador. Supervalorizado.

Sendo assim vamos com Gonzaguinha:

“Viver…

E não ter a vergonha

De ser feliz

Cantar e cantar e cantar

A beleza de ser

Um eterno aprendiz…”

P.S: Gonzaguinha é imortal! Sua obra atravessa o tempo, ou o presente que volta a repetir o passado?

Vou deixar algumas dicas aqui…

Não sei se vocês sabem, mas o Império Serrano vai cantar Gonzaguinha na Sapucaí esse ano, segue o link da gravação. Clique aqui.

Não posso esquecer de sugerir mais duas músicas, uma Gonzaguinha fala sobre a paixão pelo futebol em tempos sombrios “Se meu time não fosse campeão” e outra para reflexão mesmo “Comportamento Geral”.

“Se meu time não fosse Campeão”. Clique aqui.

“Comportamento Geral” Clique aqui.

Quem quiser trocar ideia vem no twitter @leosardou bora trocar uma ideia, falar umas besteiras, e para quem quiser hoje vou no ensaio da querida Vila Isabel, vai lá e me paga uma cerveja!

Notas:

César – Seguro ao menos duas defesas difíceis – 8

Rodnei – Fraco no Apoio, não acerta um cruzamento, mesmo com Gabigol caindo ali não rendeu – 6

Léo Duarte – Duas ou três caneladas, parecia nervoso – 5

Dantas – Sério, mostrou nervosismo também e não subiu no gol dos caras – 5

Trauco – Se na defesa é uma avenida, ontem não teve problemas, os cruzamentos de sempre e uma assistência – 8

Piris – Cão de Guarda, mas deu mole no Gol – 4

Hugo Moura – Subir ao ataque não é a dele, foi bem na contenção – 6

Jean Lucas –  Espero mais. Teve problemas na marcação e não mostrou força ofensiva – 5

Arrascaeta – Nitidamente sem ritmo – 7

Gabigol – Também sem ritimo, mas mostrou que quer jogar bola, muita força física – 7

Dourado – Só vai receber nota “azul” pelo gol, pois mais uma vez foi o pior em campo – 7

Thiago Santos – brigou com a bola diversas vezes – 6

Cuellar – O time muda com ele em campo – 7

Vitinho – Fez de tudo para calar a boca da imprensa e torcedor de zap zap, faltou o gol – 8

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.