NA WEB
    Google+

    Com má atuação, Flamengo transforma em guerra jogo no Uruguai

    Por em abril 25, 2019
    cuellar flamengo ldu 2019

    O LÍDER ENROLADO E PONTO FUJÃO

    Mas não dá mesmo pra fazer as coisas de forma tranquila, né?

    Com um começo promissor na competição e de bom potencial pra carimbar passaporte pras oitavas bem cedo… O Flamengo fez rolo porque fez, até ver a situação ficar um tanto quanto delicada. E isso apesar de chegar líder na última rodada.

    Fraco o time da LDU. Repito sem o menor constrangimento. Fraco o time da LDU. Tanto que tá passando mó perrengue no Equatorianão. Tanto que tem jogador reforço emprestado pelo fluminenCe.

    Mas quem disse que precisava ser forte pra complicar nossa vida? A gente mesmo já colabora pro rolo. Comentei no pré-jogo de forma educada e cheia de polidez, mas vamos no popular: QUE PORRA É ESSA DE TROCAR FUNÇÃO DO GABIGOL COM O BRUNO HENRIQUE???!!! Anulou totalmente o primeiro.

    E o pior é que esse jogo nem tava complicado. Fora o problema da altitude, sem climão no estádio e com o time deles deixando espaço pra jogar. Nem nos esforçamos muito pra arrumar aquele gol ilegal com belo cruzamento do Pará. Vai fazer gol com a mão no Uruguai pra ver o merdelê que os gringos de lá arrumam.

    cuellar flamengo ldu 2019

    Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

    Eu escrevi “belo” e “Pará” na mesma frase no parágrafo acima, né? Isso não podia ser “digrátis”. O mesmo Pará proporcionou o lance que originou o gol dos caras ao apagar das luzes da primeira etapa. Com uma boa colaboração do Diego Alves, que foi meio frouxo no lance. (e cá entre nós, a dupla teve “boa” participação no segundo gol também)

    Como os equatorianos precisavam da vitória, e viram que o Flamengo não parecia muito inspirado, decidiram um coerente “então jogamos nós”. Partiram pra dentro sem muita intensidade, sem muita organização, e também sem muita qualidade, mas partiram. No segundo gol o doido lá fez um cosplay do holandês Robben, saiu cortando ad infinitum, e todo mundo ficou olhando até ele largar o sapato.

    Depois até que o Flamengo tentou meio atabalhoado marcar um golzinho e catar saporra desse ponto fujão que falta, mas nada que dê nem de longe pra lamentar e achar que o placar foi injusto.

    Agora dia 8… Guerra. Ali sim vai ser com cara de Libertadores. Não bastasse toda a situação desportiva, que envolve catimba uruguaia, violência, deslealdade, incineração do fair play, e todo o pacote que já conhecemos… Ainda rola o fator complicante apimentador  extracampo dos uruguaios ainda detidos no Rio desde aquele jogo, quando esse maldito ponto que falta começou a fugir da gente.

    A LDU tem tudo pra tirar diferença do saldo contra o ainda mais fraco San José. Mesmo havendo possibilidade matemática… Não há de rolar classificação com derrota. Afinal, isso aqui é Flamengo, né?

    Bem… Nós enrolamos a bagaça. Justo que a responsa de desembolar isso pese e muito sobre nossos ombros. Merecido.

    Bora torcer.

    Isso aqui é Flamengo.

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.