RODADA 6: POUCAS SURPRESAS E PRESENÇA MARCANTE DO VAR

A rodada começou com uma previsível vitória do chato (recalque) líder Palmeiras sobre o Botafogo, que começa a cair na real. Mando do Glorioso (acho esse apelido muito auto bullying), mais torcida alviverde e domínio paulista absoluto da partida. Martelou até sair o gol. Teve pênalti com auxílio do VAR e, já que é pra ir voltando à realidade, a turma do chororô promete ir chorar no tribunal que é lugar quente. Querem “apenas” a anulação da partida.

Na noite de sábado teve o Grêmio finalmente ganhando umazinha e dominando a partida contra o vice-líder Galo em Porto Alegre. Com gol do Vizeu, que voltou da sua previsível curta passagem pelo exterior mais rápido ainda do que se esperava.

No horário nobre de domingo, empate sem gols morno em campo entre Santos e Inter. Apesar da temperatura amena da peleja, clima nas alturas na beira do gramado, com os dois técnicos enchendo o saco da arbitragem sem freios, inclusive com ambos recebendo cartão amarelo ainda no primeiro tempo. Jogo com participação ativa do VAR também.

No mesmo horário, o Flamengo encheu a tarde de emoção ao arrancar a vitória de revirada nos últimos minutos de jogo. Após o fim… Protestos nas arquibancadas e revolta do técnico e dos jogadores. O Flamengo é um planeta isolado no universo do futebol. Não precisa nem mais perder pra ter crise.

Sete da noite de domingo. O Cruzeiro conseguiu perder também pra Chapecoense e agora está uma posição acima da zona da confusão. O São Paulo perdeu pro Corinthians sendo Corinthians. Gol no início do jogo e retranca eficiente até acabar.

No mesmo horário tivemos outro show do VAR na Fonte Nova, sendo usado até em decisões que não lhe pertencem. O fluminenCe foi prejudicado, mas cá pra nós, o tricolor do Rio é convidado no Brasileirão e tem mais é que agradecer por participar da festa. Não tem direito de reclamar.

E nesse horário teve mais alguma coisa que eu não estou lembrando… Um momento… Ah, perdão. Teve o Vasco outra vez tomando gol no fim do jogo e garantindo a posse da lanterna.

Na segunda passada foram 19 anos exatos daquele gol do Pet. Justas homenagens. Flamengo venceu no fim do jogo e o Vasco saiu com um empate com gosto de derrota também ao apagar das luzes.

E na noite de segunda… Jogos com cara de Segunda. Avaí perdeu de virada em casa pro Ceará, e o CSA arrancou sua primeira vitória no retorno à Série A. Placar mínimo diante do Goiás.

Melhoramos nossa posição e desapegamos da meiúca da tabela. A rodada do próximo fim de semana não é muito animadora. Tem cara de que os seis primeiros vencem seus jogos e permanecem na mesma. Tá bom. O importante é não desgrudar da parte alta até a parada pra Copa América. Depois é mais ou menos outro campeonato. E isso tende a ser melhor pra quem tem finanças saudáveis.

Bora manter.

Isso aqui é Flamengo.

CARTOLA FC

Os 12 iniciais do Nosso Flamengo cravaram 51.91 no game. Média de 4.32. Meio mais ou menos. Maior pontuador foi o Bruno Henrique com. 10.50, e o menor Diego Ribas, com menos 1.20.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.