Flamengo bate o Campeão da Lampions e aguarda o da Champions

VEM, MEU VICE!

Foi molezinha. Um mamão com açúcar daqueles. O Flamengo não tomou conhecimento da frágil Fortaleza de Rogério Ceni e arrancou os três pontos sem sustos, pavimentando os caminhos para o início dos trabalhos de Jorge Jesus.

Retranca previsível do adversário, e a expectativa de “nóis tudo” era de mais um festival de cruzamentos lotéricos pra área do oponente… Dessa vez não.

Como Nosso Flamengo é dado ao 8 ou 80,  a tônica era fazer gol de PES no Playstation (FIFA e X-Box ninguém merece). Toca daqui, toca dali, um calcanhar acolá, corta-luz, muita categoria para envolver e furar a retranca. Talvez um pouco mais de “clareou chutou” pudesse ter construído um placar mais elástico. Mas tá de bom tamanho.

Diego, Arrascaeta, Everton Ribeiro, Gabigol. CLARO que dá pra quem sabe jogar bola jogar junto. Pô… Já teve momento da nossa história (e muitos!!!) que a gente teve que aturar cada combinação de tralhas recheando o Manto que é bom nem lembrar.

Palmas também para o bom senso envolvido na escalação. Não é prudente botar o Bruno Henrique? Manda o gringo pro jogo. Renê não pode correr riscos porque tem decisão na terça? Tasca o outro gringo na lateral. Isso é revezar, e não aquela abominação de trocar 11 de uma vez de um jogo pro outro.

No mesmo horário de Campeão da Lampions x Flamengo, rolou a outra semifinal do Mundial de dezembro lá na Europa. Ironia do destino, vamos ter que repetir o vice. Fazer o que? Se a Champions te deu um limão, faça uma limonada.

E… Infelizmente vou cantar uma pedra aqui. Pela excelente matéria que li sobre nosso novo técnico… Não há de durar muito. Pode anotar e me cobrar depois. O motivo? Vou só citar alguns trechos soltos da matéria e “cês” tiram as conclusões: “intratável”, “exigente”, “detalhista”, “não mede palavras”, “personalidade de confrontos”,  “no vestiário, não é de dar abertura pra muita aproximação”, “é bastante rígido”, “os treinos físicos são bastante exaustivos”, “no trato com a imprensa, às vezes é duro nas respostas”, “chega a ser grosseiro no trato com os jogadores”.

Nossos nutellinhas  (atletas, jornalistas, diretoria e torcida) não hão de aguentar.

Bora eliminar os gambás.

Isso aqui é Flamengo.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.