Arquivo da tag: DÍVIDA

Alecsandro entra com ação contra o Flamengo

O atacante Alecsandro deu entrada no último mês de março com ação trabalhista contra o Flamengo. No processo, o atual jogador do Palmeiras – que jogou no Rubro-Negro de 2013 a 2015, de onde saiu após rescisão em comum acordo – cobra repasse regular de direitos de arena e de outros valores, como “bicho”, férias, adicional noturno e horas extras. O advogado do jogador alega que os valores “não foram devidamente tratados como salário para fins de cálculos e obrigações trabalhistas regularmente, tais como FGTS, 13º salário, férias e verbas rescisórias.”

alecsandro

A ação trabalhista é semelhante a de Léo Moura, ex-jogador do Flamengo, hoje no Grêmio. Está marcado para o dia 9 de outubro audiência de instrução entre Alecsandro e seu ex-clube na 67ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, no Centro do Rio de Janeiro. Após a audiência, a Justiça deve determinar em quais pedidos o jogador tem razão e, depois disso, fazer eventuais cálculos de quantia que o clube precisa pagar a Alecsandro.

Procurado pela reportagem, o diretor jurídico do Flamengo respondeu: – O Flamengo vai analisar os documentos, mas a princípio o caso é bastante similar ao do Léo Moura, ou seja, cobrando valores que entendemos não serem devidos pelo CRF. O clube vai apresentar sua defesa no prazo legal – afirmou Bernardo Accioly.

O advogado do jogador Alan Belaciano afirma que o direito de arena não é repassado de maneira correta por muitos clubes no futebol brasileiro. – A cobrança de direito de arena é algo que os clubes, infelizmente, não cumprem o que a lei determina – comentou o advogado Alan Belaciano, de Alecsandro.

Alecsandro fez 73 partidas pelo Flamengo

De acordo com o cálculo feito na ação trabalhista – de acordo com os valores divulgados pelo clube de cotas de TV em seus balanços financeiros -, a cada partida um jogador do Flamengo pode ter direito a receber R$ 50 mil. O cálculo em cima de período de concentração é de 20 horas extras para jogos no Rio de Janeiro e 40 horas extras em partidas fora da cidade – Alecsandro fez 73 partidas pelo Flamengo.

A ação lembra que os “bichos” – premiação paga a jogadores de acordo com metas estabelecidas -, não foram corretamente colocados no salário do jogador, como prevê a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) e isso faz com que a premiação não se reflita para cálculos de FTGS, 13° salário, férias e verbas rescisórias.

GE

O PESO DA DÍVIDA DO FLAMENGO


flamengoO GLOBO – Quem vê um Flamengo tímido no mercado de transferências, mesmo às vésperas de retornar à Libertadores, pode estranhar. No entanto, a aparente falta de poderio é, segundo a diretoria, reflexo da realidade projetada para 2014. O ano rubro-negro aponta para um paradoxo: enquanto é previsto um recorde de arrecadação, a temporada será a de maior peso para o clube no pagamento de impostos atrasados e correntes, além de acordos cíveis e trabalhistas envolvendo dívidas.

O Flamengo trabalha com uma projeção de arrecadar mais de R$ 300 milhões em 2014. O número parece animador, já que representa quase 50% de aumento em relação a 2013. Mas os impostos e dívidas prometem consumir mais da metade. O orçamento aponta para o pagamento de cerca de R$ 100 milhões entre impostos atrasados e correntes. As parcelas das dívidas tributárias precisam ser pagas para evitar o risco de perda das Certidões Negativas de Débito. Além disso, são previstos gastos de R$ 56 milhões com acordos em torno de dívidas com prestadores de serviços ex-funcionários. LEIA MAIS…

WALLIM REBATE ACUSAÇÕES


WallimUOL – O Flamengo rebateu as acusações do volante Luiz Antônio sobre os atrasos salariais que o fizeram entrar na Justiça contra o clube. Segundo o vice-presidente de futebol Wallim Vasconcellos, o jogador está sendo mal orientado e afirmou que o Rubro-negro já tem as provas para contestar as acusações do jogador.

“Infelizmente ele está sendo mal assessorado. Tenho algumas informações sobre o caso, mas não posso divulgar nenhuma delas. Só posso dizer que estamos preparados para o embate e isso não procede”, disse Wallim em entrevista à Rádio Globo. LEIA MAIS…

FONTE: UOL

TÁ LIBERADA A FILANTROPIA

ImagemAgora sim! Finalmente conseguimos saber o quanto o Rubro Negro foi usurpado ao longo de sua existência e chegamos ao montante absurdo de 750 milhões. E agora? Agora o objetivo sem duvida é encontrar solução para sanear financeiramente o clube.

Este é um problema da diretoria de finanças? NÃO! Este é um problema meu, seu e de quem mais ter nas veias o sangue Rubro Negro. Quem nasceu escolhido para fazer parte desta imensa Nação. É aí que eu agora tento esclarecer todas as minhas últimas postagens no que tange o Programa Sócio Torcedor.

Não adianta tentar me convencer, e a uma grande parcela de torcedores, que sem dúvida compartilham da mesma opinião que eu, de que o programa é a solução dos problemas financeiros do clube. Definitivamente não é!

Está intrínseco ao ST ser um pacote de benefícios ao torcedor. Ponto! Não pode ser diferente. O programa precisa ser desenvolvido com pacotes de benefício ao torcedor, que estreite a relação torcedor/ clube. A partir daí, trabalhando bem este programa, o clube terá em mãos uma listagem de clientes fieis e apaixonados / consumidores potenciais. Isso é um programa de sócio torcedor. Que deveria ter sido pensado, trabalhado e colocado no ar com estas características de beneficio!

Associar as dividas existentes a um programa de benefícios, é mudar o conceito do programa e se pautar de que o torcedor deve sim mudar a cultura e se associar para “ajudar” o clube que ama, e desta formanão vai dar caldo.
Temos sim uma torcida disposta a ajudar, desde que não subestimem nossa inteligência. Um programa de benefícios, tem que ser um programa de benefícios! Um programa de ajuda ao clube, é outra coisa completamente diferente.

Tenho certeza de que se o clube, agora, com fatos e dados, criasse um portal do tipo “Portal Transparência”, disponibilizando uma conta, criando um programa de ajuda voluntária, algo semelhante a um “criança esperança”, com objetivo de sanear as dívidas, seria muito mais eficaz e produtivo. Cria-se um certificado “Flamengo, quem ama ajuda!” ou qualquer coisa do gênero, e presta conta de toda entrada e saída de grana. Cria-se faixa de valores para depósitos e transpareça toda movimentação que for realizada. Aí sim é ponto positivo e conquista certa! Qual torcedor não vai querer fazer parte de um movimento que ficará na história do clube? Quem não vai querer ajudar e ser parceiro do clube?
Dessa forma, sim, podemos parafrasear J.Kennedy e dizer: não é o que o Flamengo pode fazer pela torcida, mas o que a torcida pode fazer pelo Flamengo?

O Flamengo tem uma torcida disposta a dar as mãos, basta saber como trabalhar seu torcedor. Depois disso, em outro momento, trabalhe o sócio torcedor para ser um programa de vantagens.

Eu queria que as pessoas entendessem a grandeza do Flamengo. A Nobreza de seus torcedores. A paixão que nos move.
Ajudamos sim. Desde que fique claro de que ajuda, é ajuda! E pacote de benefícios é outra coisa bem diferente!

A torcida Rubro Negra é um patrimônio, que deve ser respeitado e valorizado por ser o movimento que faz a terra girar! A nossa energia entra em campo e faz acontecer. Somos capazes de colocar o Fla no topo! Cabe a pessoa que está no comando, antes de tomar qualquer decisão, alinhe expectativas com quem faz a maquina rodar! A Maior Torcida do Mundo sempre fez e sempre fará toda diferença!

Nada, nada, nada importa sem o Flamengo!